AO VIVO
Legislativo - 25 de maio de 2022
Foto:

Vereadoras de Lábrea travam guerra pelo comando da Câmara

A escolha da presidência deveria ocorrer durante a sessão plenária, mas foi marcada por tumulto e acusações de boicote

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Lábrea|AM

Quatro vereadoras de Lábrea (distante 701.82 de Manaus) alegam ter sofrido violência política de gênero durante a votação da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal, no último dia 18 de maio. A escolha da presidência deveria ocorrer durante a sessão plenária, mas foi marcada por tumulto e acusações de boicote.

O grupo de parlamentares Lícia André Gomes (MDB), Greice Damasceno, Andrea Corrêa e Brígida Campos, do PSC formam a única chapa inscrita para concorrer ao comando da Casa Legislativa.

Um vídeo, encaminhado ao site O Poder, mostra o exato momento em que a vereadora Lícia Gomes (MDB), expõe toda a situação, questionando se uma chapa composta por mulheres, em sua maioria, não poderia ser aceita. A vereadora afirma na gravação ter inscrito sua chapa dentro do prazo estipulado no Edital.

Segundo as vereadoras, o atual presidente da Câmara, vereador Fanga (MDB), está em seu quarto mandato seguido, mas não protocolou uma chapa para a eleição da nova Mesa Diretora, pois já se considerava reeleito. Para impedir a votação, os vereadores articularam uma ação para não comparecer ao plenário, ocasionando falta de quórum. A sessão de votação teve que ser suspensa.

A Casa Legislativa do município tem 13 vereadores eleitos, sendo oito homens e cinco mulheres. Dos oito homens, apenas o vereador Hélio Camurça (Republicamos) apoiou as mulheres à Mesa Diretora. Nas redes sociais, o vereador postou um vídeo em forma de protesto diante da situação.

Os mesmos estão juntando documentos para dar entrada na Justiça contra o boicote e violência dos parlamentares.
A presidente da Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa (ALEAM), deputada Alessandra Campelo (PSC) também se manifestou sobre o assunto na tribuna na terça feira (24).

“Nós da Comissão da Mulher seremos imparciais, mas seremos intransigente na defesa do direto da mulher, em especial da mulher parlamentar. Sou autora do estatuto da mulher parlamentar, uma lei que já foi aprovada nesta Casa”, disse Alessandra.

Até esta quarta-feira (25), a situação na Câmara Municipal de Lábrea continuava sem uma nova Mesa Diretora como requer o parlamento e sem previsão para a eleição.

“Nós estamos esperando que o presidente convoque novamente a sessão extraordinária para a votação. Nós só queremos que justiça seja feita”, disse a vereadora Greice Damasceno.

O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDIM/AM) publicou nota de repúdio sobre o assunto.

Confira na integra
O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher CEDIM/AM, vem REPUDIAR, veementemente, o ato de violência política e autoritarismo sofridos pelas vereadoras Lícia André Gomes- MDB, Greice Souza Damasceno – PSC, Andrea Corrêa Teixeira – PSC e Brígida Barreto Campos – PSC, do município de Lábrea, quando do processo de eleição da Mesa Diretora daquela Casa. O ato ocorreu no dia 18/05, momento em que o Vereador Regifran de Amorim Amâncio – MDB, presidente da Câmara Municipal de Lábrea, por três mandatos, de forma misógina e autoritária, encerrou a Sessão que tratava da Eleição da Mesa diretora, transgredindo, inclusive o Regimento Interno da Câmara Municipal.

A agressão sofrida pelas vereadoras expressa o total desprezo pelas mulheres que exercem mandato parlamentar em igualdade jurídica com os homens. Ao ocupar os espaços de decisão, as mulheres são vítimas do machismo construído ao longo da nossa história. Consideramos que a violência política e o machismo são as práticas que mais impedem as mulheres de alcançarem os espaços de poder e decisão e demonstra a face perversa da violência a que, diariamente, as mulheres estão expostas ao ingressarem nos referidos espaços.

O referido vereador, presidente da Câmara Municipal, perdeu o prazo para protocolar a chapa para concorrer ao seu quarto mandato como presidente daquela Casa Legislativa, certamente esperava ser reeleito por aclamação, subestimou a capacidade política e a coragem de quatro mulheres que protocolaram uma chapa dentro do tempo hábil, conforme o EDITAL N.º 002/2022-CML. Inapto a participar da eleição, resolveu encerrar a Sessão, mesmo tendo a “Chapa Transparência e Parceria”, composta pelas quatro mulheres acima nominadas, aptas a participarem do processo de eleição da Mesa Diretora. Além disso, desde o dia 18/5 até a data de hoje, pela manhã, não mais ocorreu nenhuma Sessão naquela Casa.

Conclamamos à Corregedoria da Câmara (se houver), ao Ministério Público, Defensoria Pública e demais órgãos que tenham representação no Município de Lábrea a se posicionarem em defesa da Democracia e, portanto, pela realização da eleição de acordo com o EDITAL N.º 002/2022-CML e o Regimento Interno da Câmara Municipal. Confiamos numa apuração rigorosa e transparente deste fato para a aplicação das penalidades cabíveis, em conformidade com a Lei, no combate à injustificável misoginia que, neste caso, atinge todas as mulheres.

Foto: Reprodução

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/06
12:04

NOVA INCURSÃO

Para aqueles que acreditavam que o prefeito David Almeida havia definitivamente desistido de contar com o PL em sua reeleição, os movimentos da última semana apenas confirmaram a velha máxima da política: é tudo “como nuvem”. Nos bastidores e a portas fechadas, as discussões sobre uma possível aliança voltaram à tona. O motivo é que o PT se mostrou entusiasmado e começou a articular para fortalecer a candidatura de Marcelo Ramos, com apoio potencial do PSD e do MDB. Sem esses partidos, David ficaria sem fundo eleitoral suficiente para cobrir uma campanha majoritária e sem tempo de televisão.

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

Ver mais >>

Programas