AO VIVO
Legislativo - 01 de dezembro de 2023
Foto:

Tadeu de Souza defende investimentos estrangeiros para consolidar bioeconomia amazônica

Governador em exercício defende mudança global no olhar sobre a Amazônia no contexto das mudanças do clima

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

O governador em exercício, Tadeu de Souza, afirmou, nesta sexta-feira (1º/12), que somente um volume de investimentos sem precedentes na Amazônia, por parte de nações desenvolvidas e investidores privados, é capaz de consolidar a bioeconomia na região enquanto atividade de crescimento sustentável, fazendo frente aos impactos negativos provocados pelas mudanças climáticas. A declaração foi feita durante a cerimônia de posse do novo corpo diretivo do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), no Teatro Amazonas.

O governador em exercício exaltou a agenda Amazonas 2030, liderada pelo governador Wilson Lima nos debates da conferência global COP 28, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e defendeu que é preciso haver uma “conscientização geopolítica” em torno do verdadeiro papel da Amazônia no impulsionamento da economia verde e inclusiva, o que demanda ações concretas e investimentos estrangeiros de grande porte.

“O que a gente precisa, realmente, hoje, para dar uma ‘virada de chave’, pensando o Amazonas e a região amazônica para os próximos 50 anos, é de uma ‘explosão’ de investimentos privados que valorizem toda essa engrenagem que nós temos disponíveis em relação à biotecnologia, bioeconomia, biofármacos, biomedicina e afins”, afirmou Tadeu.

Bioeconomia e sustentabilidade


Para Tadeu de Souza, a bioeconomia amazônica tem potencial para despontar na economia nacional nas próximas décadas, equilibrando a preservação da floresta com o combate à pobreza.

“Tornar o ambiente amazônico com o seu potencial, seus ativos ambientais, a nova economia brasileira nos próximos 50 anos. Quem sabe até emparelhar com o que, hoje, é o agronegócio no Brasil. Isso seria suficiente para a gente fazer a proteção que o mundo exige que nós, gestores da bacia amazônica, façamos”, analisou.

De acordo com o governador em exercício, o momento é de fazer coro ao discurso do governador Wilson Lima e cobrar a efetiva contrapartida de investidores estrangeiros pela proteção da floresta amazônica. “Potencializar os saberes amazônicos, transformá-los em patentes, sair do lugar comum do ‘pires da filantropia’ e se tornar um ambiente de investimento privado retornável, de alta capitalização e lucratividade”, pontuou.

Nova direção do TCE

A conselheira Yara Lins dos Santos foi empossada, pela segunda vez, como presidente do TCE-AM. Única mulher do colegiado, Yara retorna ao comando da Corte de Contas para o biênio 2024-2025 após ter presidido o órgão há quatro anos.

Na ocasião, o governador em exercício Tadeu de Souza reafirmou o compromisso do Governo do Amazonas em trabalhar em conjunto com o TCE-AM e demais poderes em favor do pleno funcionamento da democracia e, sobretudo, do bem-estar da população amazonense.

“Esses processos cíclicos de sucessão são uma forma de aprimoramento da gestão pública. Meus parabéns à conselheira Yara Lins, que passa a presidir o Tribunal de Contas pela segunda vez. Meu reconhecimento, também, aos dirigentes que passaram o comando da Corte, liderados pelo conselheiro Érico Desterro. Todos têm uma biografia no serviço público que eleva o tribunal”, disse o governador em exercício.

Tomaram posse, também, o conselheiro Fabian Barbosa na vice-presidência da Casa; o conselheiro Josué Cláudio, como Corregedor-Geral; o conselheiro Mario de Mello na Ouvidoria; e o conselheiro Júlio Pinheiro na direção da Escola de Contas Públicas do TCE-AM.

Fotos: Ricardo Machado / Secretaria-Geral da Vice-Governadoria

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

23/02
15:04

“FORA DA CURVA”

“Amom é um político ‘fora da curva’, diferenciado e um grande fenômeno no estado do Amazonas. Agregar apoio político e popular aos 23 anos de idade é algo que ocorre de tempos em tempos.” O comentário foi feito na manhã desta sexta-feira (23), no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) a prefeito de Manaus, à reportagem do site O Poder.com pelo experiente político e membro do PSDB-AM, Humberto Michiles.

23/02
14:46

VICE DE AMOM?

O pré-candidato oficial da Federação PSDB-Cidadania, deputado federal Amom Mandel, tem a liberdade de escolher quem será seu vice na chapa à prefeitura de Manaus, sem nenhuma intervenção dos partidos e apoiadores de sua campanha. A afirmação foi feita pelo senador Plínio Valério, presidente da federação, em entrevista ao site OPoder.com. Amom afirmou que as conversas estão avançadas, mas ainda não há um nome definido.

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

Ver mais >>

Programas