AO VIVO

Grupo de combate à violência de gênero repudia agressão contra deputada do Amazonas

Em nota, os membros do grupo consideram que a violência contra as mulheres é estruturante da desigualdade de gênero.

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Nesta sexta-feira (3.2), o Grupo de Trabalho de Observação e Combate a Violência Política de Gênero do Comitê do Amazonas de Combate a Corrupção, repudiou a agressão sofrida pela deputada Mayara Pinheiro (Republicanos) por dois colegas deputados estaduais durante a solenidade de posse dos parlamentares da 20ª Legislatura (2023/2027) da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na quarta-feira (1.2).

A deputada foi constrangida ao ser puxada pelo braço pelos deputados Sinésio Campos (PT) e Carlinhos Bessa (PV) no momento em que os parlamentares posavam para uma foto oficial. Ela se posicionava ao lado de outras deputadas e os dois deputados tentaram retirar a mesma do local escolhido por ela para a fotografia.

Em uma nota, os membros do grupo consideram que a violência contra as mulheres é estruturante da desigualdade de gênero.

“A violência contra mulheres constitui-se como uma das principais formas de violação de Direitos Humanos, ela é estruturante da desigualdade de gênero, início e fim de muitas outras formas de violência. Combate-la é dever de toda à sociedade.”, menciona o texto.

A nota também repudia o fato de a agressão e o constrangimento de uma mulher, no caso contra uma deputada estadual eleita pelo povo, ser taxado de “brincadeira”, e diz que não se pode mais haver violações contra mulheres, em um país em que o número de representantes femininas nas Casa Legislativas ainda é pequeno ou desigual.

“Num país em que o número de mulheres no parlamento ainda está muito aquém do justo e necessário, por absoluta falta de apoio, assim como em razão do processo histórico de silenciamento e exclusão das mesmas do cenário político, não há mais espaços para violações da vontade e dos corpos femininos, sobretudo, de uma parlamentar legitimamente eleita, sob o argumento de ser uma “brincadeira”.”, também cita o documento.

Ainda conforme a nota, a intimidação e agressividade, por gestos e palavras, também podem se constituir em violência política de gênero.

“Pedir desculpas é válido, mas não basta, é preciso demonstrar em atos, que realmente está comprometido com a desconstrução de tais práticas desrespeitosas às mulheres e, ao mesmo tempo, comprometido com construção de um novo mundo, sem violência, sem preconceitos e livre do machismo estrutural.”

Nessa quinta-feira (2.2), após a repercussão negativa do episódio ocorrido no Poder Legislativo Estadual, o deputado Sinésio Campos gravou um vídeo ao lado da deputada Mayara Pinheiro Sinésio para se retratar e disse que se envolveu em uma “brincadeira”. O parlamentar reconheceu que foi deselegante.

“O que aconteceu foi uma brincadeira entre Mayara Pinheiro e eu, que queria que ela ficasse ao meu lado para tirar a foto oficial. No calor da brincadeira, reconheço que fui deselegante, mas, se tem alguém que respeita as mulheres e as minorias, sou eu, faz parte da minha índole”.

Visivelmente desconfortável ao lado do deputado, a deputada aceitou o pedido de desculpas e alertou que as mulheres não podem ter os seus direitos e vontades vedados e que o respeito entre os parlamentares precisa prevalecer.

“Fica o aprendizado que somos pessoas públicas, que temos que ter cuidado com as brincadeiras, que nenhuma mulher pode ser tolhida e fica o respeito entre nós parlamentares”, enfatizou a deputada.

Reportagem: Thiago Gonçalves

 

 

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas