AO VIVO
Legislativo - 27 de outubro de 2023
Foto: Reprodução/Internet

‘Estão exterminando os mestiços’, diz Plínio ao votar contra cotas na educação

A proposta foi rejeitada por 46 votos a 24, nesta semana, no Senado Federal

Por: Leon Furtado
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

O senador Plínio Valério (PSDB), foi o único da bancada amazonense a manifestar apoio à eliminação das cotas raciais nas institutições de ensino. A modificação em questão foi apresentada pelo senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) durante as discussões do Projeto de Lei nº 5.384/2020, que tem como proposta reformular e expandir o sistema de cotas no ensino federal. Ao ser aprovada, impactaria profundamente a versão original do projeto, alterando-a de maneira substancial. A emenda estabelecia cotas nas instituições de ensino superior e técnico de nível médio apenas para estudantes de famílias com renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, mantendo a porcentagem de 50% das vagas, porém, retirando a exigência de que os estudantes tenham cursado integralmente o ensino médio em escola pública. O texto alternativo também elimina a reserva de vagas para pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência. Valério criticou que o projeto não reconhece os mestiços como uma categoria à parte e afirma que, de acordo com o IBGE e o governo, os mestiços são considerados como “pardos”. Ele alegou que haveria prejuízos à comunidade na obtenção de benefícios como bolsas de estudo e votou contra o projeto.

“Eu não entendo se pregar tanto a justiça quando se comete injustiça. Eu não vi em nenhum momento, e conversei muito com o senador Paim, e a grande vantagem desse projeto, até com o relator senador Paim, que é de diálogo, que é de conversa, a culpa remete ao IBGE. O IBGE e agora as cotas, a lei da cota, estão exterminando com os mestiços. Os mestiços não existem mais. Nós temos no Amazonas uma lei que reconhece mestiço como etnia. Nós temos no Amazonas uma nação mestiça que se orgulha de ser mestiço. Essa lei da cota não fala em mestiço. Eles não existem. Em nome dos mestiços do Amazonas, em nome dos mestiços do Brasil, que se comunicam comigo, eu vou votar contra esse projeto, sim. Eu entendo que é importante prorrogar, eu entendo tudo isso, mas não posso compreender como se tira do mapa, se extermina do mapa, uma etnia como mestiço, uma categoria como mestiço, seja lá como for que você queira chamar. Por que que não colocam, então, os pardos dizem que são mestiços? Não colocam nos parênteses ‘mestiços'”, criticou. O parlamentar ainda defendeu que os próprios mestiços não se consideram pardos, mas o IBGE e o Governo dizem que mestiço ‘é pardo’ e sugeriu que fosse posto, ao lado do ‘pardo’ a palavra ‘mestiço’.

“Então, se coloque pardo, mestiço. Quando essa gente que se diz mestiço for querer bolsa, não vai encontrar. Vai ter que admitir que não é mestiço. Então, meu amigo senador Paim, conversamos muito sobre isso, e a grande vantagem, repito, é tê-lo como relator. Eu vou votar contra o projeto, vou votar a favor de qualquer emenda. E faço isso em nome dos mestiços do Brasil”, concluiu.

Cotas raciais

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

28/02
17:10

DAVID E VALDEMAR?

Esta semana, cresceram as especulações de que o prefeito David Almeida se encontraria com o presidente nacional do PL para supostamente tratar do seu ingresso à legenda de Bolsonaro. Nem ontem nem hoje aconteceu encontro algum, de acordo com a agenda de Valdemar da Costa Neto até esta quarta-feira (28). Fala-se até em uma chapa encabeçada por David, com o deputado Alberto Neto como vice; no entanto, Neto afirmou em entrevista nesta terça-feira (27) que é o pré-candidato da direita em Manaus e conta com o apoio do ex-presidente.

23/02
15:04

“FORA DA CURVA”

“Amom é um político ‘fora da curva’, diferenciado e um grande fenômeno no estado do Amazonas. Agregar apoio político e popular aos 23 anos de idade é algo que ocorre de tempos em tempos.” O comentário foi feito na manhã desta sexta-feira (23), no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) a prefeito de Manaus, à reportagem do site O Poder.com pelo experiente político e membro do PSDB-AM, Humberto Michiles.

23/02
14:46

VICE DE AMOM?

O pré-candidato oficial da Federação PSDB-Cidadania, deputado federal Amom Mandel, tem a liberdade de escolher quem será seu vice na chapa à prefeitura de Manaus, sem nenhuma intervenção dos partidos e apoiadores de sua campanha. A afirmação foi feita pelo senador Plínio Valério, presidente da federação, em entrevista ao site OPoder.com. Amom afirmou que as conversas estão avançadas, mas ainda não há um nome definido.

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

Ver mais >>

Programas