AO VIVO

Compensação a estados por perda com ICMS de combustíveis vai à sanção

O projeto, relatado pelo senador Veneziano Vital do Rêgo, segue para sanção presidencial após receber 63 votos a favor, 2 contrários e 2 abstenções

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Nesta quarta-feira (4), o Senado aprovou um projeto que permite a compensação de R$ 27 bilhões da União aos estados e ao Distrito Federal pela perda de receita causada pela redução do ICMS sobre combustíveis, que vigorou de junho a dezembro de 2022. O projeto, relatado pelo senador Veneziano Vital do Rêgo, segue para sanção presidencial após receber 63 votos a favor, 2 contrários e 2 abstenções.

O texto também prevê transferências para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e o Fundo de Participação dos Estados (FPE) para compensar perdas em 2023 em relação a 2022. O projeto resultou de um acordo entre o governo federal e os estados, após diversas liminares no Supremo Tribunal Federal (STF) que determinaram compensações maiores do que as previstas na Lei Complementar 194, de 2022, que proibia alíquotas maiores que as padrões do ICMS para combustíveis e outros serviços essenciais.

O relator, Veneziano, rejeitou uma emenda que propunha retirar a gasolina da lista de produtos essenciais não sujeitos a alíquotas superiores. O projeto representa um equilíbrio nas finanças entre União e estados, beneficiando também os municípios que enfrentaram queda na arrecadação devido a mudanças na legislação tributária.

O projeto prevê o pagamento dos valores retidos por liminares e antecipa parte dos recursos para 2024. Os estados deverão comprovar mensalmente a transferência dos recursos aos municípios, sob pena de suspensão dos abatimentos ou transferências. Quando os valores das liminares superarem os 25% aplicados sobre o valor total do acordo, a diferença será descontada na cota municipal do ICMS em 12 meses.

Além disso, o projeto revoga trechos da lei complementar que impunham restrições às alíquotas do ICMS sobre combustíveis e outros itens. O acordo visa equilibrar as finanças dos entes federativos e garantir a recomposição das perdas do ICMS na venda de combustíveis.

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas