AO VIVO
Legislativo - 18 de janeiro de 2024
Foto: Reprodução/Internet

Bancada evangélica repudia ato de Lula contra igrejas: ‘ataque explícito’

Os parlamentares evangélicos consideram a decisão um “ataque explícito” ao segmento religioso

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

A Frente Parlamentar Evangélica emitiu um pronunciamento repudiando a decisão do Governo Federal de revogar a isenção tributária sobre salários de ministros de confissão religiosa, concedida pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em agosto de 2022. A medida foi revogada pela Receita Federal em 17 de janeiro de 2024, conforme publicado no Diário Oficial da União.

Os parlamentares evangélicos consideram a decisão um “ataque explícito” ao segmento religioso, importante na sociedade brasileira, afirmando que tal ação afasta a população cristã do governo e perpetua ataques contra aqueles que não apoiam as propostas governamentais.

A nota de repúdio destaca o compromisso histórico da Frente com os preceitos constitucionais, repudia a decisão do Secretário da Receita Federal, alegando insegurança jurídica e violação da Lei 8.212.1991 e preceitos constitucionais. Os parlamentares esperam que o Governo Federal reconsidere a decisão, argumentando que atacar o segmento cristão contradiz a pregação de pacificação e configura atos de perseguição.

Em uma segunda nota emitida, esta assinada pelo deputado federal Silas Câmara, foi reiterado que “nunca houve qualquer concessão de isenção a ministros de qualquer culto”. A nota enfatiza que a alegada isenção fiscal para pastores e ministros de confissão religiosa seria nada mais do que uma “notícia falsa”.

Além disso, destaca a vigência contínua da lei que trata da questão previdenciária para esse segmento e alerta sobre as possíveis consequências de revogar um ato interpretativo.

“Foi revogado apenas um ato interpretativo que tratava da questão previdenciária de ministros cuja lei correspondente continua vigente.”, cita.

Na perspectiva da bancada, tal medida deixaria os ministros de qualquer culto vulneráveis à interpretação subjetiva e ao humor dos auditores da fazenda, caracterizando, assim, uma prática antiga de fomentar a instabilidade.

“Uma breve consulta ao Regulamento do Imposto de Renda desfaz essa falácia que visa somente puxar os evangélicos para o debate para aguçar a oposição pública contrária.”, diz a nota.

 

 

#IsençãoTributáriaReligiosa #FrenteParlamentarEvangélica #DecisãoReceitaFederal

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

23/02
15:04

“FORA DA CURVA”

“Amom é um político ‘fora da curva’, diferenciado e um grande fenômeno no estado do Amazonas. Agregar apoio político e popular aos 23 anos de idade é algo que ocorre de tempos em tempos.” O comentário foi feito na manhã desta sexta-feira (23), no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) a prefeito de Manaus, à reportagem do site O Poder.com pelo experiente político e membro do PSDB-AM, Humberto Michiles.

23/02
14:46

VICE DE AMOM?

O pré-candidato oficial da Federação PSDB-Cidadania, deputado federal Amom Mandel, tem a liberdade de escolher quem será seu vice na chapa à prefeitura de Manaus, sem nenhuma intervenção dos partidos e apoiadores de sua campanha. A afirmação foi feita pelo senador Plínio Valério, presidente da federação, em entrevista ao site OPoder.com. Amom afirmou que as conversas estão avançadas, mas ainda não há um nome definido.

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

Ver mais >>

Programas