AO VIVO
Legislativo - 15 de maio de 2024
Foto: Reprodução/Internet

Alberto Neto vota a favor da urgência para o ‘PL da Globo’ e é chamado de ‘traidor’ pela direita

O deputado federal Capitão Alberto Neto (PL) está sendo duramente questionado nacionalmente por ter votado favoravelmente à urgência do “PL da Globo” e afirmado ser fake news

Por: Pablo Medeiros
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

O deputado federal Capitão Alberto Neto (PL) está sendo duramente questionado nacionalmente por ter votado favoravelmente à urgência do “PL da Globo” e afirmado ser fake news. O fato causou muita indignação por parte do público e de movimentos de direita no país, e o parlamentar está sendo apontado como “traidor”.

Em meio a toda essa polêmica, Alberto Neto, que é pré-candidato à prefeitura de Manaus, anunciou nas redes sociais nesta terça-feira (14) que seu voto será contra a proposta na votação geral.

“Meu voto será CONTRA o PL 8889, que taxa Netflix, Youtube, Instagram, TikTok e demais plataformas de streaming. Nós da direita nunca vamos aceitar mais cobranças e taxas sobre o bolso do trabalhador brasileiro. Não acreditem em fake News e nos ajudem a divulgar a verdade”, escreveu o parlamentar em uma rede social.

Nesta semana, páginas de direita publicaram os votos de vários deputados federais filiados ao Partido Liberal (PL) que votaram a favor do regime de urgência para a tramitação do Projeto de Lei (PL) 8.889 de 2017, também conhecido como “PL dos streamings” ou “PL da Censura”. Os projetos com regime de urgência podem ser votados diretamente no plenário, sem passar antes pelas comissões da Câmara.

Alberto Neto foi duramente criticado pelo jornalista de direita Kim Paim. https://twitter.com/kimpaim/status/1790521242208096396

Após a reação negativa e em resposta a questionamentos de seguidores nas redes sociais, Alberto Neto afirmou que o pedido de urgência foi apresentado no plenário da Câmara dos Deputados no ano passado e que, na época, o PL era completamente diferente.

Nesta terça-feira, o projeto foi retirado da pauta pelo relator, deputado federal André Figueiredo (PDT-CE), devido à grande polêmica tanto na Câmara quanto nas redes sociais. A hashtag #PLDaGloboNão tornou-se um dos assuntos mais comentados no período. Durante a sessão, Alberto Neto afirmou que o Partido Liberal (PL) estava em obstrução devido à referida pauta, com exceção do projeto que beneficia o Rio Grande do Sul.

PL 8889

O PL 8889/17, atualmente em debate, propõe uma taxação progressiva sobre plataformas de streaming como Netflix e YouTube, com alíquotas que podem chegar a 6% sobre a receita bruta no mercado brasileiro, incluindo os ganhos com publicidade. Entretanto, a plataforma da Globo fica excluída da cobrança, uma vez que a definição de “Serviço de Televisão por Aplicação de Internet” não engloba serviços semelhantes promovidos por concessionárias de radiodifusão de sons e imagens. Além disso, o texto se torna polêmico ao incluir a possibilidade de cobrar a Condecine com base nos ganhos obtidos por influenciadores digitais. Outro ponto controverso é a estipulação de uma cota mínima de 10% do catálogo das plataformas para conteúdos brasileiros, sendo que metade desses conteúdos deve ser produzida por grupos sub-representados na indústria audiovisual, como mulheres, negros, indígenas, quilombolas, pessoas com deficiência, pessoas de comunidades tradicionais e em situação de vulnerabilidade.

Outros parlamentares do Amazonas que votaram favoráveis ao regime de urgência para o projeto foram: Adail Filho, Amom Mandel, Fausto Santos Jr. e Saullo Vianna.


 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas