AO VIVO

Sessões de julgamento do TJAM voltam ao formato presencial

Apenas as sessões das Câmaras Isoladas permanecerão, temporariamente, ocorrendo em formato remoto, devido à reestruturação dos espaços para realização das sessões das Câmaras Cíveis e Criminais.

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Manaus | AM

As sessões de julgamento do Pleno e das Câmaras Reunidas do Tribunal de Justiça do Amazonas, bem como das unidades judiciais de 1.º Grau da Justiça Estadual, da capital e do interior, passaram a ser realizadas novamente de forma presencial, conforme decidido, por maioria de votos, na sessão desta terça-feira (31) do Pleno do TJAM. Nos últimos dois anos, as referidas sessões haviam adotado o formato remoto ou híbrido, em razão da pandemia de covid-19.

Ao final da votação que assegurou a retomada obrigatória dos julgamentos presenciais pelo TJAM, a presidente da Corte, desembargadora Nélia Caminha Jorge, frisou que, neste momento, a medida só não abrangerá as sessões de julgamento das Câmaras Isoladas – compostas por duas Câmaras Criminais e por três Câmaras Cíveis –, em razão de questões relacionadas à infraestrutura. Isto porque, os espaços onde ocorriam essas sessões anteriormente precisaram ser ocupados por outros setores e ainda estão em andamento as providências para a estruturação dos novos locais destinados os julgamentos dos cinco colegiados.

Por sugestão do corregedor-geral de Justiça, desembargador Jomar Fernandes, acatada pelos demais membros, em situações excepcionais e para não prejudicar a tramitação dos processos, será permitida a participação remota nas sessões – do Pleno, das Câmaras Reunidas e do Conselho da Magistratura – nos casos em que o desembargador relator ou revisor do processo esteja, por exemplo, em viagem por interesse do serviço.

A desembargadora Nélia Caminha destaca que a retomada do formato presencial das sessões de julgamento pelo TJAM está alinhada às recomendações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que em sua 359.ª Sessão Ordinária, realizada em novembro do ano passado, definiu as orientações e os critérios relativos ao retorno do trabalho presencial no Judiciário brasileiro.

“Em razão da pandemia, a partir de março de 2020 o Tribunal de Justiça do Amazonas precisou adotar medidas de prevenção à propagação do vírus, no intuito de proteger a saúde de nossos magistrados, servidores, estagiários e colaboradores e também dos jurisdicionados, pois milhares de pessoas circulam em nossos fóruns diariamente, na capital e no interior do Estado. Vale destacar, que o Tribunal estava preparado do ponto de vista tecnológico e, em nenhum momento teve sua produtividade afetada por isso, pelo contrário”, disse a presidente do TJAM.

A desembargadora salientou que, nesses dois anos, a pandemia teve momentos de abrandamento e de picos e foi necessário readequar, várias vezes, o plano de retomada do atendimento presencial. “Mas agora, conforme os dados disponibilizados pelas autoridades de saúde, temos uma situação epidemiológica que nos permite voltar à normalidade dos julgamentos presenciais e que nos permitem adotar as providências para estarmos alinhados com a recomendações do CNJ”, frisou a magistrada.

Com informações da Assessoria do TJAM*

#TribunaldeJustiça #Justiça #Amazonas

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

29/01
12:18

ALERTA DE BOLSONARO

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro alertou sobre políticos que estariam considerando mudar para o PL visando vantagens nas eleições municipais, deixando claro que seu grupo político não os apoiará. Ele ressaltou a vigilância dos eleitores de direita, destacando que não serão facilmente enganados. Coronel Alfredo Menezes reforçou esse aviso, direcionando aos “espertinhos que se fingem de direita”. Ele enfatizou ainda mais a mensagem, acrescentando referência indireta ao prefeito de Manaus, David Almeida, chamando-o de “pintor melancia oportunista”.

29/01
11:18

REFERÊNCIA

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro se defendeu de acusações de operar um suposto sistema de inteligência paralelo. Ao esclarecer sua “inteligência paralela”, ele relevou sua comunicação direta com o Coronel Alfredo Menezes no Amazonas, especialmente em situações críticas, como os incêndios na Amazônia. “Quando falei sobre minha inteligência paralela, quem é essa inteligência paralela? Tem um problema, está pegando fogo lá no Amazonas. Eu ligo para o coronel Menezes, certo? Menezes, como está essa questão dos incêndios aí? Porque a imprensa não está divulgando. E o cara me fala.”, declarou.

Ver mais >>

Programas