AO VIVO
Poder Judiciário - 27 de outubro de 2021
Foto:

Presidente do Sinpol-AM quer barrar na Justiça processos que apuram agressões cometidas por ele entre 2019 e 2021

O escrivão da Polícia Civil do Amazonas, Jaime Lopes, é alvo de processos administrativos por agressão contra duas investigadoras da PC-AM, e por supostamente agredir com facadas funcionário de um hotel, no bairro Ponta Negra

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Manaus | AM

A Procuradoria Geral do Estado (PGE), por meio do procurador Júlio Cezar Lima Brandão, está contestando na Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), a ação (n. 0694344-98.2021.8.04.0001) ajuizada pelo escrivão da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Jaime Lopes dos Santos Filho, que visa suspender cinco Processos Administrativos (PADs) que apuram suas condutas, dentre eles agressões cometidas por ele, entre os anos de 2019 e 2021.

Jaime, que é presidente do Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Amazonas (Sinpol-AM), tenta usar desta prerrogativa para tentar ‘barrar’ os processos. De acordo com ele, que está licenciado do cargo efetivo para o exercício de mandato, sua atuação tem incomodado o Estado e que por isso está sendo alvo de uma “perseguição implacável”, alegando ainda “que atos de uma vida privada não devem ser objetos de sanção administrativa de forma direta”.

Porém, de acordo com o art. 3º da Lei 3.278/2008, os servidores “do Sistema de Segurança Pública respondem civil, penal e administrativamente, ficando sujeitos às respectivas sanções”, ou seja, a conduta do escrivão pode ser apurada nas três esferas, conforme argumenta a PGE em sua contestação.

Histórico

Dentre os PADs estão os de n. 02.20.09.03.17560/19 e 03.20.09.03.17672/19, abertos em 2019, quando Jaime Lopes agrediu, dentro do Bar Axerito, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus, uma investigadora da PC-AM, após a mesma postar uma foto em suas redes sociais, o que teria causado ciúmes no escrivão. Na oportunidade, ele foi detido por policiais militares (PMs) por desacato.

Ao ser conduzido até o 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), ele foi filmado discutindo com outra investigadora da PC-AM e xingando os PMs que estavam atuando sua condução. À época, o escrivão assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por desacato e, em seguida, foi liberado.

screenshot 20191221 101940 whatsapp 768x1579

O escrivão da PC-AM e presidente do Sinpol-AM, Jaime Lopes, após ser detido no Bar Axerito

Já no PAD de n. 16.21.09.03.1954/2021, o presidente do Sinpol-AM é investigado por supostamente agredir com facadas, no dia 9 de março de 2021, Bruno Cordeiro dos Santos, nas dependências do Hotel Tropical Executive, no bairro Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus.

De acordo com informações da repassadas pela vítima, que atua no local como vigilante, Jaime estava com outras pessoas em uma área restrita por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), quando foi advertido de que nenhum deles poderia estar no local.

Contrariado, Jaime teria se identificado como policial civil, mostrando sua carteira funcional e se recusando a deixar a área restrita. Ainda em aceitar a orientação, o escrivão teria se descontrolado, desferido um soco contra Bruno, que resultou em uma luta corporal e, em seguida, nas perfurações nas costas da vítima.

A Polícia Militar foi acionada e Jaime foi conduzido até o 19º DIP, onde um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado. “Note-se que o autor não nega nenhuma desses fatos, tanto que ele próprio acosta à inicial as ocorrências policiais e os recortes de jornais que os noticiaram. Apenas acredita que tudo não passa de uma conspiração do Estado para demiti-lo e que a sua condição de dirigente sindical impede a Administração de apurar essas condutas”, completa a PGE na contestação.

Em nome do presidente do Sinpol-AM ainda corre outros dois PADs, sendo um de n. 20.19.09.03.10725/19 e outro de n. 06.21.09.03.10246/20.  “Assim, o pedido de tutela de urgência deve ser indeferido, diante da clara ausência de probabilidade do direito; e os pedidos de suspensão e anulação dos processos disciplinares, bem como de condenação em honorários de sucumbência, devem ser julgados improcedentes, de acordo com esta resposta”, finaliza a procuradoria.

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas