AO VIVO

Maioria dos ministros do TSE negam recurso de Bolsonaro contra decisão de inelegibilidade

Com o julgamento do caso no plenário virtual, os ministros apenas inserem os seus votos no sistema digital. Eles podem se manifestar até a próxima quinta-feira (28)

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Quatro ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já votaram nesta sexta-feira (22) para rejeitar o recurso de Jair Bolsonaro (PL) contra a decisão que o condenou à inelegibilidade por oito anos.

Com o julgamento do caso no plenário virtual, modalidade em que os ministros apenas inserem os seus votos no sistema digital. Eles podem se manifestar até a próxima quinta-feira (28).

Votaram por negar o recurso do ex-presidente os ministros Benedito Gonçalves (relator), André Ramos Tavares, Cármen Lúcia e Alexandre de Moraes. Ainda restam os votos de Kassio Nunes Marques, Raul Araújo e Floriano de Azevedo Marques.

A ação que levou à inelegibilidade de Bolsonaro mirava a reunião promovida por ele com embaixadores em julho de 2022. Na agenda, transmitida pela TV Brasil, o então presidente abordou sobre o sistema eleitoral.

A defesa protocolou os chamados embargos de declaração, que buscam preencher lacunas da sentença, mas dificilmente mudam um resultado. A estratégia pode levantar dúvidas a serem analisadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). É o chamado pré-questionamento, necessário para prosseguir com Recursos Extraordinários.

Entre outros aspectos, os embargos questionam a inclusão da minuta sobre um suposto golpe no processo e alegam cerceamento à defesa de Bolsonaro.

O ministro e relator Benedito Gonçalves sustentou não ter havido qualquer prejuízo à defesa. Segundo ele, os embargos “denotam o esforço de minimizar a gravidade da conduta do então presidente da República” em uma reunião na qual “divulgou informações falsas sobre fraudes eleitorais inexistentes”.

Em junho, a Corte votou pela inelegibilidade de Bolsonaro, por oito anos, com os votos de Benedito Gonçalves (relator), Floriano de Azevedo Marques, André Ramos Tavares, Cármen Lúcia e
Alexandre de Moraes.

Já votaram por absolver Raul Araújo e Kassio Nunes Marques.

Foto Internet

Com informações Carta Capital

inelegibilidade #Bolsonaro #TSE ministros

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas