AO VIVO
Poder Judiciário - 22 de março de 2021
Foto:

Justiça Federal nega pedido de afastamento do coordenador da Funai em Roraima

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa O juiz federal Felipe Bouzada Flores Viana, da 2ª Vara Federal Cível e Criminal da Seção Judiciária de Roraima, julgou improcedente o pedido do Ministério Público Federal (MPF) que solicitava o afastamento do capitão Lari Gomes do cargo de Coordenador Regional da Fundação Nacional do […]

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O juiz federal Felipe Bouzada Flores Viana, da 2ª Vara Federal Cível e Criminal da Seção Judiciária de Roraima, julgou improcedente o pedido do Ministério Público Federal (MPF) que solicitava o afastamento do capitão Lari Gomes do cargo de Coordenador Regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Roraima.

“Com base no texto constitucional, a nomeação de pessoas para ocuparem cargos em comissão ou funções de confiança é uma faculdade da Administração Pública, de modo que a autoridade competente para a prática de tais atos possui certa margem de discricionariedade, desde que preenchidos os pressupostos e condições legais”, comenta o magistrado em sua decisão.

O juiz entende ainda que a consulta pública de que trata a Convenção nº 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) não pode ser interpretada no sentido de impedir a livre nomeação de servidores para os cargos em comissão, pois tal interpretação iria de encontro ao texto constitucional. “Não se pode admitir no ordenamento jurídico pátrio que uma norma de status infraconstitucional se sobreponha ao texto da Carta Magna”, reforça Viana.

Sobre o assunto, ele aponta também que o direito à consulta pública dos povos indígenas deve ser interpretado em harmonia com o texto constitucional, de modo que a consulta deve ser realizada em situações concretas que afetem diretamente os povos indígenas. “A simples nomeação de Coordenador Regional da Funai, sem que haja qualquer ato concreto afetando os povos indígenas, não necessita da realização de consulta pública, uma vez que dessa forma se tornaria inviável o exercício da competência constitucional”, ressalta.

Sobre as competências necessárias ao exercício da função, Viana destaca que a documentação constante nos autos é suficiente para demonstrar a qualificação técnica e experiência no serviço público do servidor nomeado, as quais são compatíveis com os requisitos do cargo. “Não obstante, assevero que o fato de se tratar de servidor militar não desqualifica o agente para o cargo em tela”, acrescenta o juiz.

Por fim, o magistrado enfatiza que não deve o judiciário interferir no critério de conveniência e oportunidade do mérito do ato administrativo impugnado, uma vez que não houve qualquer violação de direito capaz de ensejar a interferência judicial. “Com base em tudo que foi exposto, entendo que não há ilegalidade no ato que nomeou o servidor Lari Gomes para o cargo de Coordenador Regional da Funai em Roraima”, conclui.

#Funai #Justiça Federal

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas