AO VIVO

Embaixador da União Europeia no Brasil compartilha crítica a Lula por postura com Venezuela

Ignacio Ybáñez afirmou depois que texto do colunista Demétrio Magnolli sobre regimes autoritários de esquerda não reflete necessariamente sua opinião

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

O embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, compartilhou neste domingo (5), em sua conta no Twiter, um artigo crítico à postura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em relação a regimes autoritários de esquerda em seus últimos discursos desde que assumiu a Presidência, em janeiro deste ano. O diplomata retuitou um artigo do colunista do GLOBO e da “Folha de S.Paulo” Demétrio Magnolli no qual ele analisa o discurso do presidente na Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

No artigo deste domingo, publicado na “Folha”, Demétrio aponta a falta de crítica por parte de Lula aos regimes da Venezuela, Cuba e Nicarágua. O colunista afirma que o presidente desperdiçou a “oportunidade de levantar a voz por eleições livres na Venezuela, uma abertura política em Cuba e o fim da selvagem repressão do regime de Ortega na Nicarágua”.

Ybáñez postou o artigo nas redes sociais e destacou o verso “O tempo passou na janela e só Carolina não viu”, de Chico Buarque, citado no artigo de Demétrio Magnolli.

Após e publicação desta reportagem, o embaixador enviou uma nota ao GLOBO afirmando que o fato de ter compartilhado o artigo com o comentário não significa que ele endossa a crítica a Lula. “Em relação às notícias que apareceram em O GLOBO, eu gostaria de ressaltar que em minha conta pessoal no Twitter eu tenho o hábito de “retuitar” as opiniões de outras pessoas que não são necessariamente as minhas. Isso foi o que eu fiz ao “retuitear” o artigo mencionado. Tirar de lá uma opinião ou uma crítica específica não corresponde à realidade”.

O episódio ocorre num contexto de posições distintas do governo Lula e da União Europeia acerca da guerra na Ucrânia. Lula adotou uma postura diferente dos europeus em relação à guerra na Ucrânia, se recusando a enviar munições para o país combater as forças russas.

— Alguma coisa tem que ser mudada. Não podem algumas coisas que estão lá. Temos que ser flexíveis, e eles também. Uma coisa que para nós é muita clara é (a questão das) compras governamentais. É uma forma de fazer crescer pequenas e médias empresas com investimento do governo. Estaríamos jogando fora uma forma de desenvolver essas empresas (se fossemos impedidos) — disse Lula.

As posições do governo brasileiro sobre a guerra entre Rússia e Ucrânia causam mal-estar entre membros da UE, que consideram que o Brasil — tanto com Bolsonaro antes, como com Lula agora — deveria ser mais firme em sua condenação aos ataques russos e tudo o que eles causam na Ucrânia e no resto da Europa . Existe a percepção de que o governo Lula não entendeu, ainda, a gravidade da situação e mantém uma atitude de compreensão em relação às ações do governo de Vladimir Putin que é considerada inadmissível pela UE. Na semana passada, Lula recebeu o chanceler alemão, Olaf Scholz, no Palácio do Planalto. Segundo fontes do bloco europeu, Scholtz saiu, nesse aspecto, preocupado com a posição brasileira.

 

O governo alemão também anunciou um pacote de 200 milhões de euros em investimentos na proteção da Amazônia e no incentivo a energias renováveis no Brasil. Entre as medidas anunciadas está a liberação de 35 milhões de euros para o Fundo Amazônia.

Lula começou o seu governo tentando retomar a presença do Brasil nas agendas e negociações internacionais. Para isso, realizou logo em janeiro as suas primeiras viagens internacionais para a Argentina e Uruguai. Lá, Lula e o presidente da Argentina, Alberto Fernandéz, anunciaram que estão empenhados em avançar nas “discussões sobre uma moeda comum sul-americana”.

O presidente brasileiro também tenta se aproximar da Europa. Em Montevidéu, o petista se comprometeu a acelerar o acordo entre União Europeia e o Mercosul Na ocasião, Lula afirmou que o acordo de comércio deve ser fechado até julho deste ano.

(*) Com informações do O Globo

Foto: Cristiano Mariz/Agência O Globo

 

Brasil #Lula venezuela embaixador união europeia

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

23/02
15:04

“FORA DA CURVA”

“Amom é um político ‘fora da curva’, diferenciado e um grande fenômeno no estado do Amazonas. Agregar apoio político e popular aos 23 anos de idade é algo que ocorre de tempos em tempos.” O comentário foi feito na manhã desta sexta-feira (23), no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) a prefeito de Manaus, à reportagem do site O Poder.com pelo experiente político e membro do PSDB-AM, Humberto Michiles.

23/02
14:46

VICE DE AMOM?

O pré-candidato oficial da Federação PSDB-Cidadania, deputado federal Amom Mandel, tem a liberdade de escolher quem será seu vice na chapa à prefeitura de Manaus, sem nenhuma intervenção dos partidos e apoiadores de sua campanha. A afirmação foi feita pelo senador Plínio Valério, presidente da federação, em entrevista ao site OPoder.com. Amom afirmou que as conversas estão avançadas, mas ainda não há um nome definido.

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

Ver mais >>

Programas