AO VIVO
Executivo - 20 de maio de 2024
Foto: Reprodução/Internet

Vice-presidente assume governo do Irã interinamente após morte de Ebrahim Raisi

O Irã iniciou um processo de sucessão que inclui uma liderança temporária e a realização de novas eleições presidenciais em até 50 dias

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Após a morte do presidente do Irã, Ebrahim Raisi, em um acidente aéreo neste domingo (19), o líder supremo do país, aiatolá Ali Khamenei, declarou cinco dias de luto e nomeou o vice-presidente, Mohammad Mokhber, como presidente interino, conforme a Constituição.

Raisi tinha 63 anos e era visto como um possível sucessor de Khamenei, que tem 85 anos. Com sua morte, o Irã iniciou um processo de sucessão que inclui uma liderança temporária e a realização de novas eleições presidenciais em até 50 dias.

Mohammad Mokhber, de 68 anos, é um conservador e agora é responsável, junto com outros líderes, por organizar a eleição. Analistas dizem que a política do Irã provavelmente não mudará muito, e a facção linha-dura, ligada aos grupos religiosos, deve continuar no poder.

Há especulações de que Mojtaba Khamenei, filho do aiatolá, poderia ser um candidato. No entanto, isso iria contra a tradição da Revolução Islâmica, que rejeita qualquer forma de governo que lembre a monarquia derrubada em 1979. Mojtaba não tem experiência em cargos públicos e raramente aparece em público, por isso sua popularidade é desconhecida.

Embora a eleição favoreça os grupos ligados ao regime, pode haver protestos populares. No entanto, analistas acreditam que esses protestos dificilmente ameaçarão a segurança ou a estabilidade do regime.

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/06
12:04

NOVA INCURSÃO

Para aqueles que acreditavam que o prefeito David Almeida havia definitivamente desistido de contar com o PL em sua reeleição, os movimentos da última semana apenas confirmaram a velha máxima da política: é tudo “como nuvem”. Nos bastidores e a portas fechadas, as discussões sobre uma possível aliança voltaram à tona. O motivo é que o PT se mostrou entusiasmado e começou a articular para fortalecer a candidatura de Marcelo Ramos, com apoio potencial do PSD e do MDB. Sem esses partidos, David ficaria sem fundo eleitoral suficiente para cobrir uma campanha majoritária e sem tempo de televisão.

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

Ver mais >>

Programas