AO VIVO
Executivo - 29 de dezembro de 2023
Foto: Reprodução

Venezuela mobiliza tropas em resposta ao envio de um navio de guerra britânico para a Guiana

Nicolás Maduro, em reação, descreveu o navio como uma “provocação e ameaça” do Reino Unido

Por: Leon Furtado
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Mais de 5.600 militares venezuelanos iniciaram exercícios militares por ordem do líder Nicolás Maduro, em reação ao que ele descreveu como uma “provocação e ameaça” do Reino Unido. Esta ação segue o envio de um navio de guerra britânico para a Guiana, no contexto de uma longa disputa territorial. Maduro anunciou a mobilização em um pronunciamento transmitido por rádio e TV, destacando o patrulhamento de navios e aeronaves militares na área do Caribe Oriental e na costa atlântica da Venezuela.

O governo venezuelano, através de um comunicado oficial, expressou forte oposição à presença do navio britânico, alegando que viola acordos prévios com a Guiana sobre a região de Essequibo. Essa área, rica em recursos naturais como petróleo e explorada principalmente pela empresa americana Exxon Mobil, tem sido um ponto de tensão entre a Venezuela e a Guiana desde o período colonial. Recentemente, um referendo na Venezuela indicou apoio popular à anexação desse território.

No entanto, em 15 de dezembro, Maduro e o presidente da Guiana, Irfaan Ali, concordaram em uma reunião em São Vicente e Granadinas em resolver a questão de Essequibo pacificamente, sem recorrer à força. A presença do navio de guerra britânico próximo à costa da Guiana, contudo, levou a Venezuela a iniciar uma demonstração de força militar.

petróleo Nicolás Maduro Essequibo Reino Unido

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

28/02
17:10

DAVID E VALDEMAR?

Esta semana, cresceram as especulações de que o prefeito David Almeida se encontraria com o presidente nacional do PL para supostamente tratar do seu ingresso à legenda de Bolsonaro. Nem ontem nem hoje aconteceu encontro algum, de acordo com a agenda de Valdemar da Costa Neto até esta quarta-feira (28). Fala-se até em uma chapa encabeçada por David, com o deputado Alberto Neto como vice; no entanto, Neto afirmou em entrevista nesta terça-feira (27) que é o pré-candidato da direita em Manaus e conta com o apoio do ex-presidente.

23/02
15:04

“FORA DA CURVA”

“Amom é um político ‘fora da curva’, diferenciado e um grande fenômeno no estado do Amazonas. Agregar apoio político e popular aos 23 anos de idade é algo que ocorre de tempos em tempos.” O comentário foi feito na manhã desta sexta-feira (23), no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) a prefeito de Manaus, à reportagem do site O Poder.com pelo experiente político e membro do PSDB-AM, Humberto Michiles.

23/02
14:46

VICE DE AMOM?

O pré-candidato oficial da Federação PSDB-Cidadania, deputado federal Amom Mandel, tem a liberdade de escolher quem será seu vice na chapa à prefeitura de Manaus, sem nenhuma intervenção dos partidos e apoiadores de sua campanha. A afirmação foi feita pelo senador Plínio Valério, presidente da federação, em entrevista ao site OPoder.com. Amom afirmou que as conversas estão avançadas, mas ainda não há um nome definido.

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

Ver mais >>

Programas