AO VIVO

Veja cena lamentável de prefeitura fechando as portas por falta de recursos no Governo Lula

Vanderly Monteles (PCdoB) destaca preocupações locais enquanto lidera clamor por aumento no FPM

Por: Leon Furtado
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Uma cena lamentável foi registrada em vídeo na frente da prefeitura de Anapurus (MA). Em meio à crise financeira, que afeta prefeituras em todo o Brasil, Vanderly Monteles (PcdoB), ganhou destaque nas redes sociais ao tornar pública a paralisação de sua administração em decorrência do corte de repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), no governo Lula.

Em um vídeo divulgado, a Professora Vanderly, como é popularmente conhecida, destaca que Anapurus e o nordeste tradicionalmente têm dado um amplo apoio político ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e faz um apelo para que ele considere a situação do município.

“Não estamos fazendo greve. Não somos contra você. Temos gratidão pelo olhar que você tem pelos nossos ministros do Maranhão. Mas a gente precisa pagar a folha, no mínimo, os trabalhos essenciais. Saúde, educação, assistência social e infraestrutura. Hoje, o Brasil, o Nordeste e o Anapuru fecham a porta da prefeitura. Não é greve, é um pedido de socorro”, suplica a prefeita, que ainda solicita que o presidente envie, pelo menos, o mesmo nível de recursos destinados ao município, em 2022.

 

‘Greve’ no país e cálculo complexo

O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) está no centro de protestos de prefeitos de 15 Estados, sendo nove da região nordeste. O fundo foi criado em 1965 durante a ditadura militar e é uma parcela que a União repassa às cidades do país a cada dez dias, composta por parte da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Inicialmente, o FPM correspondia a 10% desses impostos, mas ao longo dos anos, as emendas constitucionais o aumentaram progressivamente.

A distribuição do FPM não é equitativa entre os municípios. As capitais recebem 10% do fundo, enquanto os municípios do interior compartilham os outros 90%. A quantia que cada cidade recebe depende de um cálculo que considera a renda per capita e a população local. Anualmente, o Tribunal de Contas da União (TCU) estabelece as diretrizes para esse cálculo.

Variação dependente da arrecadação

O valor do FPM não é fixo, pois depende diretamente da arrecadação da União com o IR e o IPI. Em 2022, os municípios receberam R$ 153,5 bilhões pelo FPM. Até agosto de 2023, já foram pagos R$ 96,9 bilhões. Se essa tendência persistir, a previsão é que os municípios recebam R$ 129,2 bilhões até o final do ano.

Atrasos nos repasses e reivindicações

Além do montante, os prefeitos em greve alegam que os pagamentos do FPM, que deveriam ocorrer a cada dez dias, estão enfrentando atrasos. Eles demandam um aumento de 1,5% no FPM e apresentam outras reivindicações relacionadas a verbas e tributação, incluindo a redução da alíquota patronal do INSS para 8% em municípios com até 156 mil habitantes, recomposição do ICMS, eliminação do voto de qualidade do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) e ampliação da Reforma da Previdência para abranger os municípios.

Anapurus crise crise econômica icms Vanderly Monteles FPM

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas