AO VIVO
Executivo - 09 de janeiro de 2024
Foto: Reprodução/Internet

Prefeito de Borba tem histórico marcado por agressões, fraudes e prisões

O prefeito de Borba, Simão Peixoto (MDB), preso novamente, desta vez acusado de manipular testemunhas em uma investigação, possui um histórico que envolve denúncias de agressões, ameaças, fraudes, prisões e afastamentos

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

O prefeito de Borba, Simão Peixoto (MDB), preso novamente, desta vez acusado de manipular testemunhas em uma investigação, possui um histórico que envolve denúncias de agressões, ameaças, fraudes, prisões e afastamentos.

Ele foi preso nesta terça-feira (9), pela Polícia Federal, na Operação Voz do Poder, acusado de ter manipulado testemunhas de um processo que apura desvios de recursos para compra de merenda escolar, durante a pandemia da Covid-19, em 2020. O prefeito voltou a ser afastado do cargo, por 180 dias.

Histórico

Durante a campanha das Eleições de 2022, Simão Peixoto agrediu o presidente da Aleam, Roberto Cidade, quando este visitou o município de Borba em uma viagem de campanha. Além disso, ele ameaçou a vereadora Enfermeira Tatiana, o que resultou em uma medida protetiva contra o prefeito. O político chegou a ser preso preventivamente no início de março do ano passado por conta das ameaças contra a parlamentar, mas logo foi posto em liberdade pela Justiça. De forma inédita, a vereadora recebeu a medida protetiva contra o gestor.

Em maio de 2023, Simão Peixoto, familiares, funcionários da prefeitura e empresários foram alvos de uma operação do Ministério Público do Amazonas (MPAM) por suspeita de comandar um suposto esquema de fraudes em licitações no município de Borba, com desvios de R$ 29 milhões. No dia 29 de maio, Simão Peixoto e a esposa, Aldine Mirella de Souza Freitas se entregaram à polícia após terem mandado de prisão preventiva concedido pela Justiça amazonense e serem considerados foragidos.

O prefeito, que estava afastado da prefeitura do município de Borba, foi posto em liberdade da última vez em 16 de julho do ano passado, mediante ao uso de tornozeleira eletrônico. Uma decisão da Justiça Federal garantiu a liberdade dele, mas estabeleceu medidas cautelares diversas à prisão a serem cumpridas.

No dia 16 de agosto de 2023, a Câmara de Vereadores de Borba absolveu Simão Peixoto de processo de cassação. Ele foi processado e julgado por infrações político/administrativas e quebra de decoro. Com a decisão dos parlamentares, o processo foi declarado arquivado.

No dia 6 de setembro do ano anterior, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1) determinou que Simão Peixoto reassumisse imediatamente o comando da Prefeitura de Borba. A decisão foi proferida pela 2ª Seção do TRT1 ao julgar agravo interno interposto pelo prefeito contra a decisão que havia determinado o seu afastamento. Quatro magistrados determinaram pelo retorno imediato do prefeito Simão Peixoto ao Executivo de Borba, três votaram contra.

Peixoto também começou a ser investigado depois da luta de MMA que promoveu com o ex-vereador de oposição Erineu Alves da Silva, conhecido como Mirico, na noite do dia 11 de dezembro de 2021. Ele passou a ser investigado pelo Ministério Público por eventual ato de improbidade administrativa e de infração político-administrativa.

Veja também:

Acusado de manipular testemunhas, prefeito de Borba volta a ser preso

 

#SimaoPeixoto #PrefeitoBorba #Denúncias #Fraudes #Agressões #Prisões

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

23/02
15:04

“FORA DA CURVA”

“Amom é um político ‘fora da curva’, diferenciado e um grande fenômeno no estado do Amazonas. Agregar apoio político e popular aos 23 anos de idade é algo que ocorre de tempos em tempos.” O comentário foi feito na manhã desta sexta-feira (23), no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) a prefeito de Manaus, à reportagem do site O Poder.com pelo experiente político e membro do PSDB-AM, Humberto Michiles.

23/02
14:46

VICE DE AMOM?

O pré-candidato oficial da Federação PSDB-Cidadania, deputado federal Amom Mandel, tem a liberdade de escolher quem será seu vice na chapa à prefeitura de Manaus, sem nenhuma intervenção dos partidos e apoiadores de sua campanha. A afirmação foi feita pelo senador Plínio Valério, presidente da federação, em entrevista ao site OPoder.com. Amom afirmou que as conversas estão avançadas, mas ainda não há um nome definido.

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

Ver mais >>

Programas