AO VIVO

Posse de Lula ressuscita o sonho de eternização no poder

Pelo que disse e fez desde a divulgação dos resultados do pleito, o novo presidente não está preocupado com o cenário político que escancara um Brasil dividido ao meio

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

PAÍS |

A partir deste domingo, 1° de janeiro, Luiz Inácio Lula da Silva será o presidente da República. Derrotado em 1989, 1994 e 1998, vitorioso em 2002 e 2006, Lula conseguiu o terceiro mandato com o apoio de antigos adversários e ao fim de um processo eleitoral maculado por interferências do Judiciário e pela militância explícita da velha imprensa, interessada nas fatias milionárias da publicidade oficial que foram drasticamente reduzidas durante o governo de Jair Bolsonaro.

Aos 77 anos, Lula obteve 51% dos votos, contra 49% de Bolsonaro. Pelo que disse e fez desde a divulgação dos resultados do pleito, o novo presidente não está preocupado com o cenário político que escancara um Brasil dividido ao meio. Depois de celebrar a posse com uma longa programação festiva, Lula terá de lidar — pela primeira vez — com uma oposição real e com o descontentamento de milhões de brasileiros.

É possível que sua posse seja um festival pirotécnico para a imprensa que tanto torceu por esse dia. Mas a oposição nas ruas tende a ser maior do que os militantes dentro das redações. Como a velha mídia vai — e se vai — conseguir separar a paixão política dos fatos é uma incógnita. O petista já avisou que estará ao lado dos companheiros do Foro de São Paulo. Entre eles, o ditador venezuelano Nicolás Maduro. São caçadores de liberdades individuais e especialistas em fidelizar massas com uma tornozeleira de dependência do Estado.

O comportamento do Supremo Tribunal Federal também é incerto. A primeira análise pós-urnas de que os togados jogarão ao lado de Lula pode não se confirmar. Quem acompanhou os passos da Corte nos últimos anos sabe que o protagonismo dos ministros na Praça dos Três Poderes é cláusula pétrea. Há um autoproclamado e inconstitucional Poder Moderador em curso no país. Talvez Lula enfrente um choque de vaidades.

Se o petista terá, de fato, uma oposição robusta no Congresso Nacional, não se sabe. Pelo histórico de balcão de negócios e rotina de cassino, é pouco crível que isso se concretize. O Poder Legislativo está de joelhos, é assombrado pelo passado de corrupção e continua muito mal representado. É difícil acreditar que de lá já saiu uma Constituição. Ou o eleitor reage, ou seguirá condenado a conviver com Rodrigos Pachecos, Renans Calheiros e Randolfes Rodrigues.

Lula foi eleito porque, aqui, a Justiça não funciona. Hoje, é o Supremo quem decide o que pode ou não pode no país. Figuras como procurador de Justiça, deputado ou juiz de carreira passaram a ser quase decorativas. Talvez nunca mais o país tenha uma operação anticorrupção da magnitude da Lava Jato. Foram tempos difíceis para o establishment. Mas passou e todos eles estão de volta à cena do crime, como diria Geraldo Alckmin, que aproveitou e também embarcou no bonde.

O fato é que, quando a micareta que a primeira-dama, Janja, preparou em Brasília acabar, restará só um cheiro bem conhecido: o Brasil velho está de volta.

Com informações da Revista Oeste*

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/06
12:04

NOVA INCURSÃO

Para aqueles que acreditavam que o prefeito David Almeida havia definitivamente desistido de contar com o PL em sua reeleição, os movimentos da última semana apenas confirmaram a velha máxima da política: é tudo “como nuvem”. Nos bastidores e a portas fechadas, as discussões sobre uma possível aliança voltaram à tona. O motivo é que o PT se mostrou entusiasmado e começou a articular para fortalecer a candidatura de Marcelo Ramos, com apoio potencial do PSD e do MDB. Sem esses partidos, David ficaria sem fundo eleitoral suficiente para cobrir uma campanha majoritária e sem tempo de televisão.

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

Ver mais >>

Programas