AO VIVO

Políticos da chamada ‘Frente Ampla’ fazem críticas a Lula

Resolução do PT despertou a ira do grupo de apoiadores

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

PAÍS |

Pouco mais de um mês da posse do governo, políticos que “fizeram o L” em apoio à chamada “frente ampla” estão decepcionados com o presidente Lula. O grupo reagiu a uma resolução do PT publicada na tarde da quinta-feira 16. O documento afirma que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi um “golpe”, defende a “não anistia” à oposição, xinga os procuradores da Lava Jato de “quadrilha”, apoia o fim da independência do Banco Central e chama de “falsas” as acusações contra o partido, em virtude do Mensalão e do Petrolão.

“Triste o PT, um partido importante, em um documento da sigla, resolver espalhar fake news”, disse o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada nesta sexta-feira, 17. “Falar em golpe é estultice”, complementou o presidente do Cidadania, Roberto Freire. “Lula não pode fazer dessa resolução do PT uma resolução sua. Ele está governando com o apoio de vários líderes que apoiaram o impeachment de Dilma. O voto nele foi pela democracia, e a democracia não pode viver em permanente fratura.”

Um dos autores do pedido de impeachment de Dilma, o jurista Miguel Reale também subiu o tom com o PT, depois de “fazer o L” no segundo turno. “O PT entrou com mais de 50 pedidos de impeachment contra Fernando Henrique Cardoso”, lembrou. Para ele, o discurso dos petistas é “esquizofrênico e sem pé na realidade”. “Querem reconstruir o passado”, constatou o advogado.

“Lula discursou perante a direção de um partido que ele lidera, que tem sua cultura, seu programa e uma visão própria dos fatos políticos que não coincidem em todos os pontos com os demais componentes da frente que o elegeu e com quem ele pretende governar”, disse o ex-chanceler Aloysio Nunes, que esteve com o petista desde o primeiro turno. “A diversidade pode ser sua força, desde que possamos quanto antes estabelecer um programa comum que balize sua atuação no governo e no Congresso.”

Até mesmo setores do União Brasil, que hoje ocupa ministérios do governo, subiu o tom. “Todo mundo faz autocrítica no seu dia a dia”, observou o deputado Danilo Forte (CE). “É preciso aprender com erros do passado, para construir um futuro mais tranquilo. O PT pulou essa parte. O partido precisa calçar as sandálias da humildade.”

Documento de Lula criticado pela “frente ampla”

O documento acusa os militares e Bolsonaro de provocar “onda de violência, ódio, intolerância e discriminação” na sociedade. Também fala em “seguir na luta pela culpabilização e pela punição de todos os envolvidos”. O texto afirma que “a palavra de ordem ‘sem anistia’ deve ser um imperativo do partido para culpabilizar os responsáveis e exigir que Bolsonaro e seus cúmplices respondam pelos seus crimes”. Ao fim de reuniões do Diretório Nacional, a sigla costuma divulgar resoluções como uma espécie de “guia” para filiados.

Com informações de Revista Oeste*
Foto: Divulgação

ampla frente #Lula Críticas

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

23/02
15:04

“FORA DA CURVA”

“Amom é um político ‘fora da curva’, diferenciado e um grande fenômeno no estado do Amazonas. Agregar apoio político e popular aos 23 anos de idade é algo que ocorre de tempos em tempos.” O comentário foi feito na manhã desta sexta-feira (23), no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) a prefeito de Manaus, à reportagem do site O Poder.com pelo experiente político e membro do PSDB-AM, Humberto Michiles.

23/02
14:46

VICE DE AMOM?

O pré-candidato oficial da Federação PSDB-Cidadania, deputado federal Amom Mandel, tem a liberdade de escolher quem será seu vice na chapa à prefeitura de Manaus, sem nenhuma intervenção dos partidos e apoiadores de sua campanha. A afirmação foi feita pelo senador Plínio Valério, presidente da federação, em entrevista ao site OPoder.com. Amom afirmou que as conversas estão avançadas, mas ainda não há um nome definido.

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

Ver mais >>

Programas