AO VIVO
Executivo - 02 de janeiro de 2024
Foto: REUTERS/Ibraheem Abu Mustafa

Milhares de doses de vacinas para crianças entram em Gaza

Na última semana de dezembro, território recebeu mais de 960 mil doses

Por: Agência Brasil
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Começaram a entrar esta semana na Faixa de Gaza milhares de doses de vacinas contra doenças infantis, como a poliomielite e o sarampo, confirmou o Ministério da Saúde palestino. As vacinas entraram no enclave pela fronteira de Rafah, com a ajuda de instalações de armazenamento do governo egípcio.

A ofensiva terrestre de Israel interrompeu os serviços de saúde em Gaza, principalmente a vacinação contra doenças infantis altamente contagiosas que, ao longo das últimas décadas, tinham sido controladas por meio de programas de imunização em massa.

Com as vacinações de rotina e os sistemas de vigilância de doenças funcionando de forma precária, aumentou o risco de surtos de doenças mortais mas evitáveis, como o sarampo e a poliomielite.

Para tentar gerir a crescente emergência sanitária no território, Israel anunciou na sexta-feira (29) que facilitaria a entrada de vacinas para ajudar a prevenir a propagação de doenças.

O Ministério da Saúde palestino confirma que milhares de doses já entraram em Gaza por meio da fronteira de Rafah e que as instalações frigoríficas de armazenamento do governo egípcio foram essenciais para o reabastecimento de vacinas. As autoridades de saúde em Gaza acreditam que os imunizantes deverão ser suficientes para cobrir a vacinação de bebês entre oito e 14 meses.

O trabalho, porém, poderá tornar-se difícil devido ao enorme número de famílias deslocadas e em fuga, com centenas de milhares de pessoas em tendas ou outras acomodações temporárias.

Yasser Bouzia, chefe de relações internacionais do Ministério da Saúde em Ramallah, estima que haja cerca de 60 mil recém-nascidos em Gaza. Citado pela Reuters, Bouzia afirma que essas crianças estão privadas de serviços médicos, especialmente a vacinação.

Unicef

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), estima-se que 16.854 crianças perderam a possibilidade de serem vacinadas, comprometendo sua imunidade, num momento de vulnerabilidade significativa que têm sido os quase três meses de guerra.

Segundo o Unicef, são  “muitos casos de meningite, erupções cutâneas, varicela e outras doenças, com taxas particularmente alarmantes de infecções respiratórias e diarreia em crianças menores de cinco anos”.

Faten, mãe de uma criança de um ano e meio, partilhou suas preocupações. Ela disse que durante estes tempos difíceis as doenças estão se espalhando rapidamente.

“É realmente assustador não poder vacinar a minha filha de um ano. Estou preocupada com o fato de ela poder pegar doenças, por isso tenho mantido longe das pessoas”, afirmou.

O Unicef e os parceiros lançaram uma resposta rápida para entregar cerca de 962.550 doses de vacinas essenciais, que poderão proteger as crianças contra doenças como o sarampo, a pneumonia e a poliomielite. “Na última semana de dezembro, mais de 600 mil doses de vacinas chegaram à Faixa de Gaza”, informou a organização.

A ação traz esperança para Faten que reitera: “As vacinas devem continuar a chegar para proteger essas crianças vulneráveis ​​de doenças comuns”.

#SaúdeEmGaza #CampanhaDeVacinação #RespostaEmergencial #UNICEF #SaúdePública #CriseEmGaza #ImpactoDaGuerra #AcessoÀSaúde #AjudaGlobal #EsforçosHumanitários #CriançasNaPalestina

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

29/01
12:18

ALERTA DE BOLSONARO

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro alertou sobre políticos que estariam considerando mudar para o PL visando vantagens nas eleições municipais, deixando claro que seu grupo político não os apoiará. Ele ressaltou a vigilância dos eleitores de direita, destacando que não serão facilmente enganados. Coronel Alfredo Menezes reforçou esse aviso, direcionando aos “espertinhos que se fingem de direita”. Ele enfatizou ainda mais a mensagem, acrescentando referência indireta ao prefeito de Manaus, David Almeida, chamando-o de “pintor melancia oportunista”.

29/01
11:18

REFERÊNCIA

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro se defendeu de acusações de operar um suposto sistema de inteligência paralelo. Ao esclarecer sua “inteligência paralela”, ele relevou sua comunicação direta com o Coronel Alfredo Menezes no Amazonas, especialmente em situações críticas, como os incêndios na Amazônia. “Quando falei sobre minha inteligência paralela, quem é essa inteligência paralela? Tem um problema, está pegando fogo lá no Amazonas. Eu ligo para o coronel Menezes, certo? Menezes, como está essa questão dos incêndios aí? Porque a imprensa não está divulgando. E o cara me fala.”, declarou.

Ver mais >>

Programas