AO VIVO

Mercadante diz que empréstimo do BNDES à Venezuela é ‘irrelevante’

Presidente do banco afirmou que o tema virou um “assunto ideológico”

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

PAÍS

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, falou sobre os empréstimos feitos pela instituição ao governo da Venezuela. Para ele, o tema virou um “assunto ideológico”.

O assunto foi discutido por Mercadante durante uma entrevista ao portal UOL, nesta segunda-feira (13). Apesar disso, ele disse que não há planos para novos empréstimos ao país vizinho.

“Você pode ter uma renegociação de dívida, mas você não faz um financiamento para quem está inadimplente. Nunca foi mais do que 1,3% o desembolso do BNDES para o financiamento de serviços no exterior. Nunca foi relevante. Parece que é o centro do BNDES, mas é um problema completamente marginal diante do que são os volumes que o BNDES empresta”, destacou.

Mercadante explicou ainda que a Venezuela tem uma dívida com o Brasil de 900 milhões de dólares e uma que está para vencer no valor de 172 milhões de dólares.

“Ao BNDES ela não deve nada, porque nós tínhamos um fundo garantidor. Isso é um problema do governo federal e do governo venezuelano”, ressaltou.

Durante a entrevista, o presidente do BNDES também falou sobre as recentes polêmicas em torno do Banco Central e afirmou que isso não é um assunto sobre o qual ele deva falar.

“Não é papel do BNDES discutir o Banco Central. Quem fiscaliza e regula o BNDES é o Banco Central, então eu não vou entrar no debate. Está fora do meu mandato e da minha competência”, pontuou.

Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

(*) Com informações do Pleno News

mercadante empréstimo venezuela BNDES

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

18/07
14:40

CUSTA PROCESSUAIS

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) fixou uma tese em um Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas (IRDR) sobre o recolhimento de custas processuais para citação em processos judiciais. A tese estabelece que a falta de pagamento das custas necessárias à citação configura ausência de pressuposto para o desenvolvimento regular do processo, permitindo sua extinção caso não haja regularização dentro do prazo estabelecido, sem necessidade de prévia intimação pessoal do autor. A decisão visa uniformizar o entendimento e garantir a segurança jurídica no TJAM.

18/07
14:38

PROJETO DE DÉBORA

A deputada estadual Débora Menezes apresentou o Projeto de Lei 372/2024 para fixar o critério do sexo biológico em testes físicos ou práticos de concursos públicos no Amazonas, visando garantir o princípio da isonomia. Segundo a proposta, os candidatos competiriam apenas com pessoas do mesmo sexo biológico nessas etapas, mantendo a concorrência justa sem interferir nas provas teóricas. Débora argumenta que isso preservaria a integridade das competições e evitaria desigualdades decorrentes de diferenças fisiológicas entre homens e mulheres.

18/07
14:37

“ESCOLA DA FLORESTA”

Nesta terça-feira, o governador Wilson Lima inaugurou a primeira Escola da Floresta do Brasil na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, no interior do estado. A escola adota um conceito de sustentabilidade integral e um currículo inovador focado em educação ambiental. Lima enfatizou a importância de cuidar das comunidades locais para proteger a Amazônia, destacando a iniciativa como um modelo inspirador de desenvolvimento sustentável e educação integrada à conservação ambiental.

18/07
14:36

AUXÍLIO DO GOVERNO

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou nesta terça-feira, o valor de R$ 30 mil como auxílio para reposição de moradias de cada uma das 18 famílias afetadas por um incêndio de grandes proporções no município de Nhamundá, no interior do estado. O sinistro, ocorrido na madrugada de segunda-feira, atingiu 14 residências e deixou 69 pessoas desabrigadas. O auxílio será pago por meio do programa Amazonas Meu Lar.

17/07
13:33

FOMENTO

O governador Wilson Lima assinou um protocolo de intenções com o Banco da Amazônia para impulsionar o setor primário e o empreendedorismo no Amazonas, com investimentos previstos de R$ 1,4 bilhão do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). A iniciativa reforça o compromisso do governo com o desenvolvimento sustentável do estado, focando no apoio à agricultura familiar e outros setores produtivos.

Ver mais >>

Programas