AO VIVO

Marcelo Ramos e Eduardo Braga: Uma relação política de surpresas e controvérsias no Amazonas

A dança política de Marcelo Ramos e Eduardo Braga: “Ajoelha no milho”, Uniões e Rupturas

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Em um cenário político cada vez mais dinâmico e sob o pano de fundo das eleições de 2024, o ex-deputado federal Marcelo Ramos e o senador Eduardo Braga, figuras proeminentes na política do Amazonas, se reuniram recentemente para discutir a reforma tributária.

A reforma tributária tem sido um tema de destaque na agenda política do Brasil.

Marcelo Ramos, ex-deputado federal pelo Amazonas e ex-deputado estadual, enfatizou a importância de encontrar “um senador que compreenda não apenas a relevância nacional da reforma, mas também esteja alinhado com os compromissos regionais, como os interesses do Amazonas.”

As Eleições de 2024 no horizonte

É impossível ignorar o contexto político atual, com as eleições de 2024 se aproximando. Rumores sobre possíveis candidaturas e alianças estão circulando, tornando as relações políticas e as parcerias estratégicas mais cruciais do que nunca. Marcelo Ramos e Eduardo Braga, ambos com carreiras sólidas na política, podem trazer surpresas em relação às próximas eleições.

Marcelo Ramos, uma figura política do Amazonas, tem tido ao longo dos anos uma relação complexa e por vezes controversa com o senador Eduardo Braga. Suas declarações e mudanças de posição em relação a Braga geram debates e controvérsias significativas.

Debate ajoelhar no milho (2014)

Em um debate eleitoral para o governo do Amazonas em 2014, Marcelo Ramos desafiou Eduardo Braga, seu então adversário, usando a frase marcante “Tu podes até criticá-los, mas tinha que fazê-lo ajoelhado no milho.” Isso aconteceu quando Braga criticava os governos de José Melo e Omar Aziz. O momento gerou grande repercussão.

Aliança e vice-Governador (2017)

Em 2017, Marcelo Ramos surpreendeu ao formar uma aliança política com Eduardo Braga, tornando-se seu vice na corrida para governador tampão do estado. Isso ocorreu após críticas anteriores a Braga e questionamentos sobre a parceria.

Em 10 de novembro de 2017,  Marcelo Ramos admitiu que sua aliança com o senador Eduardo Braga na campanha eleitoral a governador do Amazonas em 2017 foi um erro. Ele afirmou que não podia negar o óbvio, concordando com muitos de seus amigos que criticaram a aliança.

Posição em Eleições de 2022:

Em julho de 2022, Marcelo Ramos declarou que só subiria no palanque do candidato ao governo do Amazonas, Eduardo Braga, se o candidato à presidência da República, Lula, viesse ao estado. Ele enfatizou que o apoio seria direcionado a Lula e não a Braga. Essa afirmação ressaltou a natureza condicional e complexa de sua relação com o senador.

Veja a publicação de Marcelo Ramos no Instagram: 

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

29/01
12:18

ALERTA DE BOLSONARO

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro alertou sobre políticos que estariam considerando mudar para o PL visando vantagens nas eleições municipais, deixando claro que seu grupo político não os apoiará. Ele ressaltou a vigilância dos eleitores de direita, destacando que não serão facilmente enganados. Coronel Alfredo Menezes reforçou esse aviso, direcionando aos “espertinhos que se fingem de direita”. Ele enfatizou ainda mais a mensagem, acrescentando referência indireta ao prefeito de Manaus, David Almeida, chamando-o de “pintor melancia oportunista”.

29/01
11:18

REFERÊNCIA

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro se defendeu de acusações de operar um suposto sistema de inteligência paralelo. Ao esclarecer sua “inteligência paralela”, ele relevou sua comunicação direta com o Coronel Alfredo Menezes no Amazonas, especialmente em situações críticas, como os incêndios na Amazônia. “Quando falei sobre minha inteligência paralela, quem é essa inteligência paralela? Tem um problema, está pegando fogo lá no Amazonas. Eu ligo para o coronel Menezes, certo? Menezes, como está essa questão dos incêndios aí? Porque a imprensa não está divulgando. E o cara me fala.”, declarou.

Ver mais >>

Programas