AO VIVO
Executivo - 29 de novembro de 2023
Foto: Reprodução

‘Injustiça sob o discurso de preservação ambiental’, diz Wilson após fala de Marina sobre BR-319

Governador do Amazonas direcionou críticas à ministra Marina Silva, que nesta semana, afirmou que a rodovia BR-319 serviria apenas para “passear de carro”

Por: Leon Furtado
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

O governador do Amazonas, Wilson Lima (UB), expressou seu descontentamento com a ausência de respostas quanto à reconstrução dos trechos mais intrafegáveis da BR-319, direcionando críticas à ministra do Meio Ambiente e Mudança Climática, Marina Silva. As críticas ocorreram em resposta às declarações de Marina Silva à CPI das ONGs, onde ela afirmou que a rodovia serviria apenas para “passear de carro” e questionou sua viabilidade econômica para reconstrução. Lima fez essas observações durante o anúncio da agenda do Amazonas na COP28, durante uma entrevista coletiva realizada na sede do governo, nesta quarta-feira (29).

Lima enfatizou o compromisso do Estado em seguir condicionantes ambientais, como a criação de reservas laterais, passagens de fauna, transformando a estrada em uma “estrada verde” ou “estrada parque”. Além disso, menciona medidas como câmeras de monitoramento, sensores, limites de peso e uso de chips para rastreamento de veículos, se necessário.

Além disso, destacou a importância da BR-319 para o desenvolvimento social do Amazonas e disse que é o direito básico dos cidadãos de viverem dignamente. Para ele, existe falta de retorno proporcional ao que o estado contribui, que embora se cobre muito da região em termos ambientais, há insuficiência de apoio.

“É um direito que se dá ao cidadão de viver, que é um direito que é básico do cidadão. E não é justo o que se faz com o Estado do Amazonas. Cobram tanto da gente, mas na hora de dar o retorno, a gente está aqui, mendigando, com pinhos na mão. É importante que o Brasil construa uma imagem, junto ao mundo, de quem está preocupado com o meio ambiente, de preservador, de quem vai combater o crime ambiental, mas, em nome desse discurso, que muitas vezes é equivocado, a nossa população não pode ficar de joelhos diante de uma situação como essa, que o Estado do Amazonas não vai aceitar esse tipo de declaração”, direcionou críticas às declarações de Marina Silva.

Em resposta a falta de justificativa para execução das obras no empreendimento apontada por Marina, o governador  defendeu a mobilidade das autoridades, como o Corpo de Bombeiros e órgãos ambientais, enfatizando que a rodovia é crucial para atividades como fiscalização e combate a incêndios.

“Como é que as autoridades do Ipaam, da SEMA, se deslocarão para poder fazer esse trabalho de fiscalização? Infelizmente, mais uma injustiça que o Estado do Amazonas sofre, sob o discurso de preservação ambiental. Porque nesse processo, o mais importante aqui é preservar a população. É preservar quem mora no Estado do Amazonas.”, concluiu.

Amazonas na COP28

Lima ainda anunciou o Programa Amazonas 2030, que visa reduzir o desmatamento no estado por meio da venda de créditos de carbono. A estratégia será apresentada na 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP28), em Dubai, com o objetivo de alcançar o desmatamento líquido zero nos próximos seis anos. O programa prevê a criação do Programa Jurisdicional de REDD+ do Amazonas.

Para financiar as propostas do Amazonas 2030, o governo espera arrecadar R$ 1 bilhão em 2024 com a venda de créditos de 809,6 milhões de toneladas de carbono equivalente. O governador também participará de eventos com organizações financeiras e investidores, incluindo representantes do BID, Basa e BNDES, além de reuniões da Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas e do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal.

O Programa Amazonas 2030 busca a conservação do bioma amazônico e a melhoria da qualidade de vida. Com eixos como Mitigação das Mudanças Climáticas e Conservação e Desenvolvimento Sustentável, será criado um Plano de Trabalho com metas, prazos e parcerias. O documento inclui 22 projetos alinhados aos ODS da ONU, como o Plano de Ação para a Prevenção e Controle do Desmatamento, Escola da Floresta, Programa Guardiões da Floresta e ações de segurança alimentar. Apesar dos desafios, o governo já investiu R$ 1,2 bilhão com recursos próprios em iniciativas compatíveis com o Amazonas 2030, que também visa sensibilizar países desenvolvidos para financiar ações em regiões mais pobres, buscando diminuir o desmatamento e a pobreza nessas áreas.

#Wilson Lima marina silva #BR-319

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

29/01
12:18

ALERTA DE BOLSONARO

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro alertou sobre políticos que estariam considerando mudar para o PL visando vantagens nas eleições municipais, deixando claro que seu grupo político não os apoiará. Ele ressaltou a vigilância dos eleitores de direita, destacando que não serão facilmente enganados. Coronel Alfredo Menezes reforçou esse aviso, direcionando aos “espertinhos que se fingem de direita”. Ele enfatizou ainda mais a mensagem, acrescentando referência indireta ao prefeito de Manaus, David Almeida, chamando-o de “pintor melancia oportunista”.

29/01
11:18

REFERÊNCIA

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro se defendeu de acusações de operar um suposto sistema de inteligência paralelo. Ao esclarecer sua “inteligência paralela”, ele relevou sua comunicação direta com o Coronel Alfredo Menezes no Amazonas, especialmente em situações críticas, como os incêndios na Amazônia. “Quando falei sobre minha inteligência paralela, quem é essa inteligência paralela? Tem um problema, está pegando fogo lá no Amazonas. Eu ligo para o coronel Menezes, certo? Menezes, como está essa questão dos incêndios aí? Porque a imprensa não está divulgando. E o cara me fala.”, declarou.

Ver mais >>

Programas