AO VIVO
Executivo - 29 de outubro de 2023
Foto: Yan Boechat/Folhapress

Guerra enfraquece Abbas e moradores da Cisjordânia já apoiam abertamente Hamas

Violência aumenta no maior território palestino, e muitos veem o confronto como única via contra Israel

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

As crianças brincam com réplicas de fuzis de brinquedo nas ruas danificadas por retroescavadeiras israelenses. Elas se escondem atrás dos destroços do que, até o dia anterior, era um monumento em homenagem à repórter da rede Al Jazeera, Shireen Abu Akleh, que foi morta pelas forças de Israel neste mesmo campo de refugiados de Jenin, no norte da Cisjordânia, o maior território palestino. Marcas de tiros e vestígios de sangue ainda estão visíveis após a operação da última sexta-feira (27), na qual dois combatentes do Jihad Islâmico foram mortos enquanto tentavam impedir a entrada das forças israelenses.

Mais cedo, jovens armados com fuzis reais lideraram o cortejo fúnebre que percorreu o centro da cidade de Jenin e as estreitas ruas do campo de refugiados com os corpos dos dois homens. Adultos disparavam tiros para o ar. As crianças, com suas armas de plástico, imitavam o gesto. Centenas de pessoas acompanhavam o cortejo. Em meio aos tiros, cânticos religiosos e lágrimas, todos compartilham a ideia de que não há mais espaço para o diálogo e as negociações com Israel. “[Mahmoud] Abbas, o presidente da Autoridade Palestina, é ineficaz, passou anos tentando negociar e buscar apoio internacional, enquanto nós estamos perdendo nossas terras e morrendo todos os dias”, afirma Abu Ahmad (nome fictício), pai de um dos meninos com réplicas de armas.

Desde o ataque do grupo Hamas a Israel, que resultou na morte de cerca de 1.400 pessoas e provocou uma violenta resposta de Tel Aviv em Gaza, com mais de 7.400 mortos, as críticas abertas a Abbas se espalharam de maneira sem precedentes na Cisjordânia. Em Ramallah, o centro político e administrativo da Autoridade Palestina, protestos contra Abbas, mas em apoio ao partido Fatah ao qual ele está ligado, eclodiram na semana passada.

No início, foram reprimidos pelas forças de segurança locais, mas agora ocorrem com frequência, com bandeiras do Hamas e do Jihad Islâmico tremulando pelas ruas da cidade e adornando as cabeças dos palestinos que pedem uma atitude mais assertiva em relação a Israel. “Nós alertamos a comunidade internacional que, com o aumento da pressão sobre os palestinos, facções armadas que apoiam uma relação conflituosa ganhariam apoio na Cisjordânia”, afirma Sabri Saidam, vice-secretário-geral do Fatah, em declaração à Folha. O Fatah, partido fundado pelo líder histórico palestino Yasser Arafat (1929-2004), é dominante entre várias facções políticas que compõem a Organização para a Libertação da Palestina e é o partido oficial que controla a Cisjordânia.

Em 2006, o Fatah perdeu as eleições legislativas para o Hamas, que assumiu o controle da Faixa de Gaza. Os dois grupos são importantes rivais políticos, e até recentemente, a atuação do Hamas na Cisjordânia era combatida pelas forças de segurança da Autoridade Palestina.

#CisjordâniaEmCrise #PazParaPalestina

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

29/01
12:18

ALERTA DE BOLSONARO

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro alertou sobre políticos que estariam considerando mudar para o PL visando vantagens nas eleições municipais, deixando claro que seu grupo político não os apoiará. Ele ressaltou a vigilância dos eleitores de direita, destacando que não serão facilmente enganados. Coronel Alfredo Menezes reforçou esse aviso, direcionando aos “espertinhos que se fingem de direita”. Ele enfatizou ainda mais a mensagem, acrescentando referência indireta ao prefeito de Manaus, David Almeida, chamando-o de “pintor melancia oportunista”.

29/01
11:18

REFERÊNCIA

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro se defendeu de acusações de operar um suposto sistema de inteligência paralelo. Ao esclarecer sua “inteligência paralela”, ele relevou sua comunicação direta com o Coronel Alfredo Menezes no Amazonas, especialmente em situações críticas, como os incêndios na Amazônia. “Quando falei sobre minha inteligência paralela, quem é essa inteligência paralela? Tem um problema, está pegando fogo lá no Amazonas. Eu ligo para o coronel Menezes, certo? Menezes, como está essa questão dos incêndios aí? Porque a imprensa não está divulgando. E o cara me fala.”, declarou.

Ver mais >>

Programas