AO VIVO

Governador do Pará, Estado líder no desmate, vai à Londres falar com Rei Charles 3º sobre Amazônia

O mdbista foi convidado pelo próprio monarca para participar de uma ação global em um evento sobre biodiversidade

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

MANAUS | AM

Helder Barbalho (MDB), governador do Estado líder em desmatamento no País, o Pará, vai à Londres, capital da Inglaterra e do Reino Unido, para falar com o Rei Charles 3º sobre a Amazônia. O mdbista foi convidado pelo próprio monarca para participar de uma ação global em um evento sobre biodiversidade promovido no Palácio de Buckingham, na cidade londrina.

“Fui convidado pelo Rei Charles 3º para uma recepção em apoio à ação global sobre biodiversidade, no Palácio de Buckingham. A Amazônia é a região com a maior biodiversidade do planeta, por isso, é central nesta discussão”, escreveu o governador do Pará, em uma publicação no Twitter.

O encontro faz parte de um “grande evento nacional” para impulsionar os compromissos firmados na COP15 Global Biodiversity Framework, realizada em dezembro de 2022, em Montreal, no Canadá.

“Um novo acordo para proteger a natureza foi acordado por países de todo o mundo na COP15 da cúpula da biodiversidade da ONU, em Montreal, em dezembro, onde o governo do Reino Unido desempenhou um papel de liderança na condução das negociações e na garantia de compromissos internacionais”, diz trecho do comunicado do governo britânico.

Na conferência, os 188 países presentes fizeram um tratado considerado histórico para deter a destruição da biodiversidade, a crise climática e proteger 30% do planeta até 2030. O acordo “Kunming-Montreal Global Biodiversity Framework” também busca o desbloqueio de US$ 30 bilhões de ajuda anual para conservação de países em desenvolvimento.

Desmatamento

Desde 2006, o Pará tem a maior taxa anual de desmatamento do bioma, segundo dados Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes). A devastação da floresta, impulsionada por políticas anti-ambientais ao longo dos anos, tem acontecido de forma continuada mesmo após “promessas de redução” feita por gestores públicos.

No governo de Helder Barbalho, ou seja, nos últimos quatro anos, cuja proteção do meio ambiente, em especial, da Amazônia Legal, tornou-se pauta central em todo o mundo, o Pará permaneceu na posição de primeiro lugar em destruição da flora. Apesar disso, o chefe do Executivo foi reeleito em 2022 para mais um mandato com aliança firmada junto ao presidente Lula (PT).

Filho do senador Jader Barbalho, duas vezes governador do Estado mais rico da região nos anos 1980 e 1990, Helder Barbalho assumiu a gestão como uma alternativa de proteção da floresta em um período onde os olhos do mundo voltaram-se para a Amazônia Legal. Mesmo buscando protagonismo na defesa do bioma, o chefe do Executivo estadual viu os índices de desmatamento dispararem durante sua gestão, chegando a patamares alarmantes.

Para se ter uma ideia, quase metade do desmatamento na Amazônia Legal entre agosto de 2019 (primeiro ano de Helder na gestão) e julho de 2020 ocorreu em território paraense, com 5.192 km² desmatados (46,8% da estimativa para toda a região).

Além disso, em seu plano de governo para a primeira campanha (2018), segundo uma reportagem do O Eco, Barbalho chegou a falar em reduzir 11% da área desmatada entre 2021 e 2022 nos territórios de atribuição estadual.

A promessa, contudo, não se cumpriu. O Relatório Anual do Desmatamento (RAD), elaborado pelo Mapbiomas, apontou que em 2021 o Pará continuou sendo o Estado brasileiro que mais desmatou sua cobertura vegetal. Ao todo, foram 402 mil hectares de Floresta Amazônica destruídos ao longo de 2021; alta de 9% em relação a 2020.

Combate

Na tentativa de reverter a situação da devastação da floresta, Helder Barbalho anunciou, no último dia 7 de fevereiro, a assinatura de um decreto de emergência ambiental que prevê o reforço de segurança em 15 municípios onde há garimpo e desmatamento ilegal no Pará.

Segundo o gestor, o estado de emergência ambiental, com prazo de 180 dias, será nas seguintes cidades: Altamira, Anapu, São Félix do Xingu, Pacajá, Novo Progresso, Itaituba, Portel, Senador José Porfírio, Novo Repartimento, Uruará, Rurópolis, Placas, Trairão, Jacareacanga e Medicilândia. Os municípios  concentraram 76% do desmatamento no período de 2019 a 2022, no Estado.

Texto: Bruno Pacheco / O Poder
Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Amazônia #helder Barbalho #Governador Rei Charles

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas