AO VIVO

Em defesa da ZFM, Sedecti e Sefaz marcam reunião para tratar da Reforma Tributária

Amazonas busca proteger a ZFM e uma compensação de eventuais perdas de receitas no Estado

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

MANAUS | AM

Em busca de ações para defender o modelo econômico da Zona Franca de Manaus (ZFM) ante uma possível exclusão de benefícios fiscais, a Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e a Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz), do Governo do Estado, reúnem nesta quinta-feira (9), em Manaus, com membros do Comitê de Assuntos Tributários Estratégicos (Cate) para tratar da Reforma Tributária.

De acordo com o secretário da Sedecti e ex-deputado federal, Pauderney Avelino, o comitê vai trabalhar que já foi feito em gestões anteriores sobre o estudo da Reforma Tributária e propor o entendimento da atual gestão do Estado quanto às novas pautas defendidas pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Eu e o secretário Alex Del Giglio, da secretaria da Fazenda, estamos reunidos no Comitê de Assuntos Tributários de estudos para que possamos trabalhar o que já foi feito em gestões anteriores, sobre o estudo da reforma tributária e propor também aquilo que nós entendemos que vem de proposta do executivo federal para o Congresso Nacional para a Reforma Tributária”, pontuou Avelino.

whatsapp image 2023 02 09 at 10.48.13

Comitê de Assuntos Tributários Estratégicos (Cate) para tratar da Reforma Tributária (O Poder)

O titular da Sedecti salientou que os estudos do comitê têm como base os textos que já tramitam no Congresso sobre a Reforma Tributária, ou seja, as propostas de emenda à Constituição (PECs) 45 e 110, que são os textos da Câmara e Senado, respectivamente. Além de proteger a ZFM, Pauderney Avelino quer a compensação de eventuais perdas para o Amazonas.

“Nós vamos tomar como base essas duas PECs que tramitam no Senado e na Câmara para que nós possamos buscar as nossas soluções, as nossas propostas, para a proteção do modelo da Zona Franca de Manaus e também, eventualmente, fazer a compensação de eventuais perdas de receitas do Estado do Amazonas na mudança do sistema da cobrança da origem para o destino do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)”, destacou Avelino.

Importância

Em meio aos ataques do governo federal contra o sistema tributário do País, em especial, aos incentivos fiscais, cujas medidas afetam diretamente a ZFM, já que o modelo econômico depende dos subsídios para ter competitividade nacional, o secretário de Estado de Fazenda Alex Del Giglio chama atenção da importância do comitê.

“O comitê é muito importante, sobretudo, neste momento em que a gente está vivenciando. A Reforma Tributária está em voga e o governo federal pretende votar. Eu acho até audacioso e um pouco improvável, mas eles pretendem votar a reforma já agora no mês de abril. Diante disso, a gente sabe que a ZFM tem um tratamento diferenciado constitucional e nós precisamos estar atentos a qualquer movimento seja do congresso nacional, seja do governo federal, para que a gente possa manter a competitividade da indústria e nosso emprego e renda”, alertou Alex Del Giglio.

O secretário explica que o Cate é um grupo técnico de trabalho formado por técnicos da Sedecti e da Sefaz. O comitê foi criado em 2019 para falar da Reforma Tributária do ex-governo. “Com essa integração, a gente dá todos os subsídios e ferramentas para que o governador possa tomar decisões de política tributária, bem como subsidiar os nossos parlamentares no congresso Nacional”, frisou.

“A gente criou esse comitê sobretudo pela questão da Reforma Tributária, mas a gente tinha a Lei 2826 que estaria terminado e a gente precisava prorrogar, seja mudando texto ou seja simplesmente prorrogando. A gente fez algumas mudanças no texto, foi votado e prorrogou a lei até 2033″

Para Del Giglio, apesar da Reforma Tributária nunca ter saído do papel após décadas de tratamento, tudo indica que a pauta pode avançar na atual conjectura do País. ” A reforma tributária já vem sendo tratada há mais de 30 anos e ainda nunca saiu do papel. Dessa vez, como os textos estão mais maduros e concretos, tudo indica que pode avançar”, concluiu.

ZFM em alerta

O futuro da Zona Franca de Manaus tem sido colocado em cheque desde a segunda quinzena de janeiro deste ano, no governo Lula, quando o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Geraldo Alckmin (PSB), chegou a afirmar que irá trabalhar para acabar com a cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e não falou em excepcionalizar a ZFM.

A competitividade da ZFM depende do IPI, já que as empresas se instalam na região – que é isolada logisticamente – em troca de isenção fiscal. No ano passado, durante o governo de Jair Bolsonaro (PL), decretos de redução do imposto foram publicados e a redução chegou a ser de 35%. À época, analistas e políticos afirmavam que se tratava de um possível fim do modelo.

O alerta na ZFM tem se acendido cada vez mais com o fim dos subsídios defendido por integrantes do governo federal. Nessa quarta-feira (8), foi a vez do secretário extraordinário da Reforma Tributária do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, criticar os benefícios tributários concedidos a empresas e defender, em um evento promovido pelo RenovaBR, em Brasília, que haja “o mínimo possível” de incentivos.

Para Appy, existe a necessidade de “enxugar” benefícios fiscais para empresas. A medida atinge o principal polo econômico do Amazonas, dando a entender que a ZFM pode perder incentivos gradualmente.

Texto: Bruno Pacheco / O Poder

Foto: O Poder

Veja também: Secretário da Reforma Tributária reafirma que governo Lula quer acabar com modelo Zona Franca de Manaus

 

#Reforma Tributária ZFM Comitê

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas