AO VIVO

Durante evento com prefeitos, Lula admite ter iniciado governo antes da posse

Declaração foi durante a 84ª reunião da Frente Nacional de Prefeitos (FNP)

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

EXECUTIVO |

Durante sua participação na 84ª reunião da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu que começou a governar o Brasil antes mesmo de tomar posse, em 1° de janeiro. O petista se referia à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Gastança, que foi aprovada no Congresso Nacional em 21 de dezembro de 2022.

“Foi a primeira vez que alguém começou a governar antes de iniciar o governo”, disse o presidente, nesta terça-feira (14). “A PEC (da Gastança) é a prova. Os senadores nos ajudaram a aprovar uma PEC que nos permitiu pagar o Bolsa Família.”

Aprovada com 63 votos a favor e 11 contra, a PEC autorizou o novo governo a deixar o valor de R$ 145 bilhões do Orçamento de 2023 fora do teto de gastos. Esses recursos devem ser utilizados para bancar despesas com o Bolsa Família, o Auxílio Gás, a Farmácia Popular, entre outras.

No evento com prefeitos, Lula foi recebido com aplausos e assovios pela plateia. O petista ainda aproveitou a oportunidade para atacar ao ex-presidente Jair Bolsonaro, afirmando que ele próprio foi o único presidente da história da República que tratou os prefeitos com mais “respeito”.

“Estamos voltando a governar este país”, declarou o petista. “Em 2010, imaginava que, quando o Brasil completasse 200 anos de Independência, seríamos a terceira economia do mundo, mas nós recuamos.”

Entrega de casas

Lula aproveitou o evento para pedir terrenos abandonados aos prefeitos. “Tudo que estiver abandonado, vamos tentar utilizar, para transformar em moradia decente para as pessoas mais humildes”, explicou o petista.

O presidente ainda disse que solicitou à ministra Simone Tebet, do Planejamento, um mapeamento de todos os terrenos públicos que estão abandonados, a fim de construir residências para a população mais pobre.

“Encontramos esse país com 186 mil casas paralisadas”, declarou Lula, atacando, mais uma vez, Bolsonaro. “São casas do tempo da Dilma e dos meus governos anteriores. Estou viajando o Brasil para inaugurar casas que começamos a construir em 2003.”

O discurso do petista foi repleto das promessas que fazia durante a campanha eleitoral, como construir mais escolas técnicas, faculdades e escolas em tempo integral. “Esse povo precisa deixar o ódio na lata do lixo e vir para a rua com esperança”, continuou. “Vamos trabalhar mais neste mandato do que nos anteriores.”

Então, o petista se dirigiu especialmente aos prefeitos, dizendo que não se importava com qual era o partido deles, mas que iria considerá-los como se eles fossem do PT. “Não quero saber de qual partido vocês são, ou para qual time torcem e nem da religião de vocês. Mas sei que representam o povo que votaram (sic) em vocês. Por isso, vou considerá-los como se fossem do meu partido”, explicou.

Por fim, Lula revelou que se considerava um político com “P” maiúsculo. “Gosto de ser presidente e gosto dos políticos”, declarou. “Tem gente que fala que político é tudo ladrão, mas eles estão a cada quatro anos nas ruas colocando a cara a tapa. Eu poderia estar em casa curtindo a vida de casado, mas resolvi governar o país.”

Presidente da FNP elogia Lula

O presidente reeleito da FNP, Edvaldo Nogueira (PDT), prefeito de Aracaju, aproveitou a presença de Lula no evento para tecer elogios ao petista. “O senhor é o presidente de todos nós”, afirmou. “A esperança foi garantida quando o senhor foi eleito presidente da República.”

Nogueira ainda criticou Bolsonaro e o comparou a Lula. “Ficamos quatro anos sem ser recebidos pelo ex-presidente Jair Bolsonaro”, disse o pedetista. “Durante quatro anos, o sol ficou apagado em nosso país, mas agora o sol da justiça enche os corações dos prefeitos brasileiros.”

Estavam presentes no evento os ministros Rui Costa (Casa Civil), Nísia Verônica Trindade (Saúde), Waldez Goés (Integração e do Desenvolvimento Nacional), Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e o secretário-geral da Presidência, Márcio Macedo.

 

Com informações de Revista Oeste*
Foto: Divulgação

#Lula prefeitos reunião

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

29/01
12:18

ALERTA DE BOLSONARO

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro alertou sobre políticos que estariam considerando mudar para o PL visando vantagens nas eleições municipais, deixando claro que seu grupo político não os apoiará. Ele ressaltou a vigilância dos eleitores de direita, destacando que não serão facilmente enganados. Coronel Alfredo Menezes reforçou esse aviso, direcionando aos “espertinhos que se fingem de direita”. Ele enfatizou ainda mais a mensagem, acrescentando referência indireta ao prefeito de Manaus, David Almeida, chamando-o de “pintor melancia oportunista”.

29/01
11:18

REFERÊNCIA

Em live neste domingo (28), o ex-presidente Jair Bolsonaro se defendeu de acusações de operar um suposto sistema de inteligência paralelo. Ao esclarecer sua “inteligência paralela”, ele relevou sua comunicação direta com o Coronel Alfredo Menezes no Amazonas, especialmente em situações críticas, como os incêndios na Amazônia. “Quando falei sobre minha inteligência paralela, quem é essa inteligência paralela? Tem um problema, está pegando fogo lá no Amazonas. Eu ligo para o coronel Menezes, certo? Menezes, como está essa questão dos incêndios aí? Porque a imprensa não está divulgando. E o cara me fala.”, declarou.

Ver mais >>

Programas