AO VIVO
Executivo - 04 de novembro de 2023
Foto: Reprodução/ Edição: O Poder

Dez prefeitos podem ter fraudado censo escolar no Amazonas

Japurá, por exemplo, informou uma população estudantil 224,96% acima da população existente na cidade; dados foram apresentados em um relatório da Controladoria-Geral da União (CGU)

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) revelou que dez municípios do Amazonas enfrentam suspeitas de irregularidades no Censo Escolar do Ministério da Educação (MEC), com consequências que podem afetar diretamente a distribuição dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Segundo o Instituto, a suspeita de erros nos registros alcança a marca de 16,1%. O levantamento ainda se encontra em andamento, coletando informações para conclusão.

Segundo o Inep, essas suspeitas de irregularidades vieram à tona em abril deste ano, quando o Inep e a Controladoria-Geral da União (CGU) publicaram um relatório de avaliação. Sete municípios do Amazonas – Japurá, Jutaí, Juruá, Itamarati, Fonte Boa, Santo Antônio do Içá e Atalaia do Norte – foram citados no relatório como tendo possíveis erros de registro. Um exemplo é o município de Japurá, que informou uma população estudantil estimada de 1.755, mas registrou 3.948 matriculados, resultando em uma proporção de 224,96% entre matriculados e a população existente na cidade.

O Censo Escolar desempenha um papel crucial na determinação da alocação de recursos pelo Fundeb, que é o principal mecanismo de financiamento da educação básica no país. Essa distribuição leva em consideração a quantidade e o tipo de matrícula, entre outros critérios, e os dados necessários para alimentar o Censo Escolar são fornecidos por cada secretaria municipal de educação. Essa abordagem abre margem para possíveis fraudes, onde prefeituras relatam um número de alunos superior ao real, o que resulta em um recebimento de recursos adicional em detrimento de outras regiões.

Mapa de risco

Para identificar e corrigir essas irregularidades, o Inep e a CGU implementaram o “Mapa de Risco” em 2011. Esse sistema classifica cidades com base em pontuações para identificar discrepâncias nas matrículas e orientar a correção de possíveis erros. Cidades selecionadas no “Mapa de Risco” são alvo de visitas do instituto, que buscam assegurar a precisão dos dados e fornecer orientações aos gestores locais. Além disso, essas visitas também verificam informações sobre a infraestrutura escolar e o corpo docente.

Caso seja identificada alguma discrepância nos dados, os gestores municipais precisam assinar um termo se comprometendo a corrigir os erros. Se não o fizerem, o Inep toma as medidas necessárias para efetuar as correções. A importância desse processo é evidente, uma vez que garante uma distribuição justa e precisa dos recursos do Fundeb, promovendo uma educação de qualidade em todo o território nacional.

Amazonas Impacto Educacional municípios Censo Escolar Fundeb Distribuição de Recursos Educação Básica Suspeitas de Erros Irregularidades Inep

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas