AO VIVO

Simples Nacional: Entenda o impacto da reforma tributária no setor de serviços

Audiência pública no Senado discutiu os efeitos no setor de serviços e destaca a importância de preservar o Simples Nacional; especialistas alertam para sonegação de impostos

Por: Leon Furtado
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

A Comissão de Constituição e Justiça, do Senado Federal, realizou nesta terça-feira (19), uma audiência pública para discutir os impactos da reforma tributária no setor de serviços.

Na ocasião, especialistas reforçaram a preocupação de especialistas que acreditam que o setor pode ser um dos mais afetados pela mudança. Maioria defendeu a preservação do Simples Nacional, no qual os prestadores de serviços são submetidos à cobrança de um tributo único cumulativo e de menor carga. A audiência foi presidida pelo relator da reforma, senador Eduardo Braga (MDB-AM).

De acordo com o gerente de políticas públicas do Sebrae, Carlito Merss, 99% das empresas brasileiras fazem parte da categoria pequenos negócios. 21,4 milhões de pequenos negócios no país são microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP). Do total, 14,2 milhões são MEI’s e 7,2 milhões estão divididos entre ME e EPP. Em 2023 já são 54,6 milhões de empregados.

Simples nacional ameaçado?

Ainda de acordo com Merss, atualmente, 83% das empresas optantes pelo Simples Nacional sobrevivem aos dois primeiros anos após abertura. Entre as não-optantes pela modalidade, apenas 38%. Entre os prejuízos estão 29% das optantes fechariam; 20% das optantes se tornariam informais; 18% das optantes reduziriam suas atividades.

“São preocupações que a gente traz, senhor relator. Todos esses dados nós estamos contando com a fazenda, com a receita, com a previdência também, uma das principais que há 20 anos nos permitiu aprovar uma lei específica tem a ver com a previdência. E dizer que o Simples seja cuidado. Há uma série de preocupações nossas”, concluiu.

O Simples abrange todos os tributos substituídos na reforma (PIS/Cofins, IPI, ICMS e ISS). A modalidade se caracteriza pelo pagamento simplificado dos impostos por meio de uma única guia (DAS) e pela possibilidade de redução da carga tributária.

Alerta para a sonegação

As empresas de serviços vão poder gerar créditos. No entanto, normalmente estas empresas têm a mão de obra como seu principal insumo. A indústria, por exemplo, consegue gerar créditos descontando impostos pagos na hora da compra de insumos, o que não acontece com os serviços.

O consultor tributário da Confederação Nacional do Comércio, Gilberto Alvarenga, expressou preocupação em relação às mudanças propostas e que a carga tributária pode variar de 100% para 271%. Ele questionou se os fornecedores ou clientes dessas empresas vão conseguir absorver o aumento de custos, levando a possibilidade de aumento da sonegação de impostos.

“Será que o fornecedor, ou na verdade o cliente, da empresa do Simples Nacional vai conseguir absorver esse aumento de custo? Será que a gente não está fomentando, na verdade, a sonegação de tributos? E a gente está espremendo cada vez mais aqueles empresários que empreendem de forma adequada e formal de acordo com a legislação tributária do Brasil? Eu acho que esse é um ponto que a gente tem que pensar”, enfatizou.

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas