AO VIVO

‘Previsão’ de Guedes se cumpre e FMI mostra economia do Brasil maior que chinesa em 2022

“Previsão” do ex-ministro da Economia do governo Bolsonaro já calculava que a economia do Brasil cresceria mais que a da China em 2022

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

MANAUS | AM

Pela primeira vez em 42 anos, em 2022, a economia do Brasil cresceu mais que a China, considerada a segunda maior do mundo. Segundo as projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI), o cálculo mostra que o Produto Interno Bruno (PIB) apresentou expansão de 3,1%, enquanto que a economia chinesa foi de 3%. Os dados batem com a “previsão” do ex-ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo Guedes, que já calculava no ano passado que o País passaria do vizinho asiático.

O FMI é uma organização financeira que atua junto a países membros auxiliando na manutenção da estabilidade econômica e financeira, por meio da cooperação internacional. Os dados do fundo sobre Brasil e China são preliminares, já que os países ainda não divulgaram números oficiais. Apesar disso, especialistas já comemoram o levantamento.

Para o economista e professor Orígenes Martins, o crescimento do PIB brasileiro não foi garantido “por mágica”. Se por um lado, a expansão econômica do País foi maior por conta do desempenho ruim da chinesa, por outro, o Brasil apresentou boa atuação na gestão do ex-ministro Paulo Guedes.

“Em parte, [o crescimento foi] pelo bom desempenho que o Brasil teve na gestão de Paulo Guedes; o equilíbrio fiscal, uma boa e coerente política econômica frente aos problemas que tivemos na pandemia e na questão da Guerra da Ucrânia”, pontuou o especialista, em entrevista ao site O PODER.

PIB

De acordo com o relatório do FMI, divulgado na segunda-feira (30), o Brasil também superou economicamente países como França (2,6%), Estados Unidos (2%) e Alemanha (1,9%). Os dados revelam que o fundo errou a projeção feita em janeiro do ano passado, na qual mostra que o PIB brasileiro ficaria estagnado, variando 0,3% em 2022.

Na época, após o fundo mostrar ainda crescimento de 3,5% na economia francesa, 4% na norte-americana, 3,8% na alemã e 4,8% na chinesa, o então ministro Paulo Guedes já cravava que o Brasil surpreenderia o FMI e o mundo e já seria maior que o da China.

“Nossa inflação caiu de 12,5% para 5,5% neste ano e a deles subindo, há desorganização do mercado na Inglaterra, greve na França, estagflação nos EUA. O Brasil possivelmente está crescendo mais do que a China. Se crescermos nos próximos dois meses, passamos a China também”, declarou Guedes, em outubro de 2022, no Fórum Nacional de Logística e Infraestrutura Portuária “Brasil Export”, em Brasília.

Tendência

Ante o crescimento econômico, o economista Orígenes Martins que o governo brasileiro deve enfrentar desafios em relação ao comércio mundial. “Queira, ou não queira, não podemos esquecer que o mundo está globalizado. O Brasil continua sendo um polo exportador de alimentos, matéria-prima e, poderia hoje, também, ser um polo exportador de produtos industrializados se não tivesse tanta burocracia e problemas tributários que travam nosso progresso”, salientou.

“Apesar de todo essa desconfiança, por conta da insatisfação política que temos, ainda acredito que a tendência que nós temos é de crescimento, de manutenção de uma economia ainda pujante e crescente. Não podemos esquecer que, diante de um continente gigante como a América do Sul, somos um País líder a nível político e econômico”, estimou.

A tendência de crescimento também é estimada pelo economista e ex-ministro de Minas e Energia do governo Bolsonaro, Adolfo Sachsida, que apontou para uma expansão do PIB brasileiro de mais de 2% em 2023.

Sachsida se baseia na criação de 2,04 milhões de empregos formais em 2022, segundo dados divulgados na terça-feira (31) pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Em artigo publicado no site Poder360, o economista alerta, por outro lado, que a projeção pode mudar para pior com os riscos do governo atual.

Economia Brasil china guedes FMI previsao

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

25/03
11:15

AFASTAMENTO DE SECRETÁRIO

O vereador Capitão Carpê utilizou a tribuna nesta segunda-feira (25) para solicitar ao prefeito David Almeida o afastamento do Secretário de Comunicação do município, Israel Conte. Carpê se baseia no fato de que o motorista do portal O Abutre confirmou à polícia o recebimento de dinheiro em espécie na prefeitura durante seu depoimento.

20/03
20:29

RAIFF NO UNIÃO

O vereador Raiff Matos (Democracia Cristã) deverá mudar de partido nos próximos dias. O parlamentar, que integra a base conservadora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), está prestes a se juntar às fileiras do União Brasil. A confirmação foi feita na manhã desta terça-feira (19) à reportagem do site O Poder.com pelo vereador Diego Afonso (UB), líder da bancada na Câmara Municipal.

20/03
11:45

FAUSTO JR. NA CMM

Na manhã desta terça-feira (19), o deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano, Fausto Júnior, esteve visitando a Câmara Municipal de Manaus, onde cumprimentou os vereadores. Após saudar os parlamentares, Fausto se reuniu a portas fechadas com o vereador Diego Afonso (UB). Questionado pela reportagem do site O Poder.com sobre a motivação da visita à câmara, o deputado afirmou que se tratava apenas de uma visita de “cortesia”.

13/03
11:21

BELÃO NO COMANDO

Cotado para concorrer à prefeitura de Fonte Boa nas Eleições de 2024, o ex-deputado estadual Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, assumiu o comando do diretório do partido União Brasil naquele município. Belão, após 32 anos de vida pública e oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), decidiu abandonar a política, mas agora almeja a prefeitura de Fonte Boa.

05/03
16:31

REPRESENTANDO A DIREITA

Depois que o prefeito David Almeida (Avante) afirmou que continuaria em seu partido e não ingressaria mais no Partido Liberal (PL), apesar das tentativas com os caciques regional e nacional da sigla, Alfredo Nascimento e Valdemar da Costa Neto, o pré-candidato do partido em Manaus, o deputado federal Capitão Alberto Neto, intensificou sua pré-campanha nas redes sociais. Um card com a imagem de Alberto Neto e do ex-presidente Jair Bolsonaro, acompanhado da mensagem “Estou preparado para Manaus”, passou a circular.

Ver mais >>

Programas