AO VIVO

No México, Wilson Lima destaca avanços na implementação de ações de meio ambiente definidas no Manaus Action Plan

Governo do Amazonas desembarcou em Yucatán, nesta semana, para participar da 13ª Reunião Anual do GCF Task Force

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

MANAUS | AM

Em seu primeiro compromisso oficial no México, durante a 13ª edição da Reunião Anual do GCF Task Force, o governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), destacou as estratégias desenvolvidas pelo Estado para a implementação do Plano de Ação de Manaus – o Manaus Action Plan (MAP) -, nesta terça-feira (7). O documento é o principal norteador das ações da Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas.

“Nós viemos aqui trazer algumas experiências que são exitosas no nosso estado, como o Guardiões da Floresta, que é o pagamento por serviços ambientais para pessoas, como investimento que a gente tem feito com a iniciativa privada em algumas cadeias produtivas, que é o caso do guaraná e do açaí”, exemplificou o governador, que presidiu a força-tarefa de 2019 a 2022.

img 20230208 wa0011

Wilson Lima está na cidade de Mérida, em Yucatán, acompanhado do secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, para participar da 13ª Reunião Anual do GCF Task Force. Em 2022, o evento foi sediado em Manaus e teve o lançamento do Manaus Action Plan como principal resultado, dividindo as ações do GCF em quatro eixos principais: pessoas e comunidades; conhecimento, tecnologia e inovação; financiamento, investimento e setor privado; e governo e políticas públicas.

“O Amazonas é o Estado que mais tem avançado na implementação do Manaus Action Plan. São ações feitas com investimentos quase que 100% públicos, do Tesouro do Estado e o apelo que se faz em eventos como esse é que não estamos atrás de doações, de dinheiro, a gente está atrás de parcerias, para encontrar caminhos e soluções que todos estão buscando. Nós temos firmemente este compromisso e as conquistas têm sido muito robustas”, destacou Taveira.

Nesta terça, a agenda da delegação começou com uma reunião de negócios, restrita aos delegados dos Estados membros, seguida de uma sessão com os governadores. Na oportunidade, os representantes destacaram os avanços do MAP no Amazonas.

Pessoas e comunidades

Dentre os trabalhos de destaque para execução do primeiro eixo está o Programa Guardiões da Floresta, uma das maiores iniciativas de Pagamentos por Serviços Ambientais do mundo, com benefício para mais de 14 mil famílias de 28 Unidades de Conservação Estaduais. Atualmente, o Programa está finalizando os processos cadastrais para iniciar os pagamentos.

Também em prol das pessoas e das comunidades da floresta, o Amazonas garantiu por Lei suas salvaguardas socioambientais, assegurando impacto social e ambiental positivos para os povos tradicionais. Soma-se a essas iniciativas as Concessões de Direito Real de Uso Coletivas, para garantir o direito de uso da terra, com o desenvolvimento de atividades sustentáveis, a moradores de 15 áreas protegidas sob gestão do Estado.

Conhecimento, tecnologia e inovação

No eixo dois, o Governo do Amazonas trabalha na construção de três Escolas da Floresta, uma iniciativa da Secretaria de Educação e Desporto (Seduc), que tem o objetivo de fortalecer a consciência ambiental em jovens moradores de Unidades de Conservação, para que sejam capazes de tornarem-se líderes transformadores de suas comunidades.

O Fundo Amazônia+10, lançado na última Reunião do GCF, também avança em editais para promover a ciência, a tecnologia e a inovação na região amazônica, por meio de parcerias com fundações estaduais de pesquisa, governos, setor privado e organizações internacionais.

Em paralelo, o Estado tem realizado diagnósticos em 15 Unidades de Conservação, por meio do Projeto Consolidando, para identificar as cadeias produtivas pujantes nas áreas protegidas, a fim de desenvolvê-las, tendo os povos tradicionais à frente das iniciativas.

Outras sete Unidades de Conservação têm recebido oficinas para a implementação de roçados sem uso do fogo, em uma tentativa de educar famílias para a produção rural familiar a partir de um manejo sustentável do solo.

Financiamento, Investimento e Setor Privado

Para atender ao terceiro eixo, o Estado do Amazonas tem firmado parcerias e apoiado empresas com iniciativas ambientais. A exemplo disso, está sendo desenvolvida uma colaboração para impulsionar planos de manejo comunitário na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, junto a empresa Mil Madeiras.

A defesa e o fortalecimento do Polo Industrial de Manaus também fazem parte, uma vez que a garantia de emprego e renda evita o aumento da demanda por uso da terra, reduzindo os impactos ambientais no território. Está entre os destaques, ainda, a retomada do Fundo Estadual do Meio Ambiente, que já destinou mais de R$13,5 milhões na execução de projetos ambientais diversos, entre os anos de 2020 e 2022.

Governos e políticas públicas

Na parte de governos e políticas, o Amazonas tem avançado nas concessões de florestas públicas, como alternativa econômica sustentável para o estado, equilibrando conservação ambiental, respeito aos ciclos florestais e geração de renda local. A previsão é finalizar os estudos e executar a primeira delas na Floresta Estadual de Maués, ainda em 2023.

Os esforços na área incluem também a regulamentação e a implementação da Lei Estadual de Serviços Ambientais, que estruturou o Sistema Estadual de REDD+, com todo o arcabouço legal necessário para o lançamento do mercado de carbono do Amazonas. Hoje, o Estado tem disponível para venda mais de 809,6 milhões de toneladas de carbono equivalente (tCO2e) – uma arrecadação potencial de até R$2,4 bilhões, para investimentos voltados à manutenção da floresta viva e do desenvolvimento social.

Fotos: Diego Peres/Secom

#Amazonas #Wilson Lima méxico

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

23/02
15:04

“FORA DA CURVA”

“Amom é um político ‘fora da curva’, diferenciado e um grande fenômeno no estado do Amazonas. Agregar apoio político e popular aos 23 anos de idade é algo que ocorre de tempos em tempos.” O comentário foi feito na manhã desta sexta-feira (23), no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) a prefeito de Manaus, à reportagem do site O Poder.com pelo experiente político e membro do PSDB-AM, Humberto Michiles.

23/02
14:46

VICE DE AMOM?

O pré-candidato oficial da Federação PSDB-Cidadania, deputado federal Amom Mandel, tem a liberdade de escolher quem será seu vice na chapa à prefeitura de Manaus, sem nenhuma intervenção dos partidos e apoiadores de sua campanha. A afirmação foi feita pelo senador Plínio Valério, presidente da federação, em entrevista ao site OPoder.com. Amom afirmou que as conversas estão avançadas, mas ainda não há um nome definido.

08/02
14:52

FINANCIAMENTO PÚBLICO X PRIVADO

O deputado Adjuto Afonso (UB) comentou nesta quinta-feira, 08/02, durante o lançamento do programa de financiamento + Créditos Amazonas da AFEAM, que o governo tem facilitado muito para o microempreendedor do interior através do programa. Para o deputado, não foi surpresa o anúncio da agência ser a primeira do país em financiamento público para microempreendedores. Oriundo da calha do rio Purus, ele fala com propriedade.

01/02
11:45

VAI DE PDT

O vereador de Itacoatiara, Arnoud Lucas, que é pré-candidato à prefeitura daquele município, revelou ao site O Poder que aguardará o período da janela partidária (7 de março a 5 de abril) para sair do atual partido em que está filiado, o Partido Verde (PV), e mudar para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele afirmou que já recebeu o aval do presidente estadual da legenda no Amazonas, o ex-deputado estadual Luiz Castro, e acredita que terá no PDT-AM o suporte necessário para viabilizar o seu projeto de candidatura à prefeitura de Itacoatiara.

30/01
12:16

DISCORDÂNCIAS DE DESTERRO

Na 2ª sessão ordinária do TCE-AM em 30/01/2024, o conselheiro Érico Desterro expressou descontentamento com a mudança de postura do tribunal em relação aos pedidos de vista, lamentando a proibição de vistas para ausentes na sessão, embora tenha usado esse recurso. Apesar de concordar com a nova decisão, pediu sua aplicação uniforme. Surpreendido com a publicação de uma resolução sobre mudanças nas datas das câmaras, alegou falta de aprovação pelo pleno, solicitando revisão do procedimento. Apesar da derrota nesse tema, comprometeu-se a manter as sessões às segundas-feiras até a alteração no Regimento Interno.

Ver mais >>

Programas