AO VIVO

Chico Preto

Chico Preto, nome real Marco Antônio Souza Ribeiro da Costa, nasceu em Manaus em 1969, casado com Silvana Castro Ribeiro da Costa e pai de dois filhos. Ele se formou em Direito na Universidade Nilton Lins. Iniciou sua carreira política aos 23 anos, conquistando uma suplência no parlamento municipal. Ao longo dos anos, foi vereador, Secretário de Estado do Trabalho e Cidadania, e deputado estadual. Em 2020, o partido Democracia Cristã oficializou sua candidatura à Prefeitura Municipal de Manaus.
Fale como

Flávio Dino: Acusar CAC’s de venderem armas para bandidos é como culpar as vaquinhas por destruírem as plantações de soja

Em uma declaração de uma estupidez tremenda, o ministro Flávio Dino tenta convencer o público de que os verdadeiros vilões são os colecionadores, atiradores e caçadores (CAC’s). Segundo ele, essas pessoas registram armas para, posteriormente, revendê-las aos criminosos e facilitar suas ações.

Vamos com calma, ministro! Essa teoria mirabolante não se sustenta nem mesmo em um episódio de Scooby-Doo. Os bandidos não se preocupam em seguir a lei e obter armas registradas, eles adquirem suas armas de forma clandestina, através do contrabando.

Parece que Flávio Dino não entende a diferença entre pessoas que cumprem a lei e bandidos que a desrespeitam. Os CAC’s são pessoas responsáveis, que passam por um longo processo de registro e fiscalização para adquirir suas armas. E isso é exatamente o oposto do que os criminosos fazem.

Querer criminalizar um grupo de pessoas que está agindo dentro da legalidade é, no mínimo, tosco. É como culpar as vaquinhas por destruírem as plantações de soja. Seria muito mais sensato e efetivo focar os esforços em combater o contrabando de armas, a principal fonte de armamento dos criminosos.

A tentativa desesperada do ministro Flávio Dino em criminalizar os CAC’s serve apenas para desviar a atenção do verdadeiro problema: a falta de controle do contrabando e a ineficiência em combater a criminalidade. Em vez de atacar aqueles que seguem a lei, deveríamos estar fortalecendo as medidas de segurança e combatendo efetivamente a bandidagem.

Mas, infelizmente, parece que o ministro prefere jogar a culpa em um grupo de pessoas que, na verdade, está contribuindo para a segurança da sociedade. Os CAC’s merecem respeito e reconhecimento pelo seu compromisso em seguir as normas e agir de forma responsável.

Ministro Flávio Dino, pare de culpar os CAC’s por algo que não têm envolvimento. Enfrente os verdadeiros problemas e deixe de lado suas teorias infundadas. A segurança da população merece muito mais do que declarações irônicas e sem fundamento.

Compartilhe:

ATENÇÃO: O texto acima é de caráter opinativo, logo, as informações e crenças expressas nele não refletem essencialmente o pensamento do site O PODER e são de inteira responsabilidade de seus autores.