AO VIVO
Legislativo - 08 de março de 2022
Foto:

‘Precisamos aumentar a participação das mulheres na política’, diz Alessandra Campêlo durante evento na ALEAM

A titular da Secretaria de Assistência Social do Estado do Amazonas (Seas), deputada licenciada Alessandra Campelo esteve em solenidade pelo Dia da Mulher na ALEAM

Por: Brendo
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Manaus | AM

Uma sessão especial para comemorar o Dia Internacional da Mulher foi realizada no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), no final da manhã desta terça-feira (8). Presente para participar do evento, a titular da Secretaria de Assistência Social do Estado do Amazonas (Seas), deputada licenciada Alessandra Campêlo observou que ainda é preciso aumentar a presença feminina na política.

“Para que as políticas públicas voltadas para as mulheres possam ser pautas do parlamento. É emblemático que a gente esteja nessa entrevista em frente à galeria das deputadas da Assembleia. Se você observar, aqui só tem 18 mulheres no painel em toda a história da Assembleia. Isso mostra que juntando todas as mulheres da história do Amazonas que foram deputadas, você não consegue sequer formar um parlamento. Na legislatura passada, eu era a única deputada, atualmente, somos cinco parlamentares”, disse ela.

A titular da Seas destacou, ainda, as políticas públicas no âmbito estadual voltada para as mulheres. “Aqui no Amazonas, nos temos, e eu agora à frente da Secretaria de Assistência Social, trabalhado muito com o governador Wilson Lima, as pautas das mulheres. Um exemplo é o Auxílio Estadual, onde mais de 90% dos beneficiários é composto por mulheres. Além disso, hoje mesmo o governador lançou um edital do Cetam (Centro de Educação Tecnológica do Amazonas) em parceria com a Seas, onde serão ofertadas vagas de curso de qualificação específico para as mulheres”, comentou.

Alessandra adiantou que é preciso “tirar as mulheres da dependência financeira seja de auxílios ou seja, muitas vezes dependerem de um companheiro que seja violento, para garantir a sua independência”.

A secretária mencionou, também, outras políticas. “Da mesma forma, a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) também está com um edital de financiamento específico para as mulheres que é o ‘Crédito Rosa’, esse crédito tem condições especiais – é de R$ de 500 a R$ 21 mil – e ele vai trabalhar exatamente com público de mulheres com público de mulheres em situação de alta vulnerabilidade social”.

Alessandra destacou a criação do programa ‘Dignidade Menstrual’, no Amazonas. “Um dos programas que eu acho o mais delicado e mais afetivo do governo. Surgiu a partir de uma lei de minha autoria e que foi sancionada pelo governador Wilson Lima. O programa vai trabalhar a distribuição de absorventes higiênicos para meninas em situação de pobreza nas escolas. A pobreza menstrual é uma pobreza quase que invisível, que não é falada. Existe um grande tabu em torno da menstruação, isso faz com que meninas sofram sozinhas”.

Parlamento

A secretária Alessandra Campêlo também falou ao site O PODER sobre a transição para o retorno às atividades parlamentares na ALEAM. “No dia 31 de março, devo finalizar o dia solicitando minha exoneração do cargo de secretaria de Estado para retomar os meus trabalhos aqui na Assembleia Legislativa, aqui na Comissão da Mulher, e trazer de novo aqui a pauta da mulher”. Ela deve concorrer à reeleição para o cargo de deputada estadual.

#Alessandra Campelo mulheres seas #aleam Política

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

12/07
12:39

WILSON ANTECIPA 13º

O governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), anunciou na manhã desta sexta-feira (12) a antecipação da primeira parcela do 13º salário dos servidores públicos do estado para os dias 23 e 24 de julho. Segundo Lima, a medida, somada ao pagamento da folha mensal, resultará na injeção de aproximadamente R$ 1 bilhão na economia do estado no final deste mês.

12/07
12:37

CÁRMEN LÚCIA EM MANAUS

A presidente do TSE, Cármen Lúcia, visitará Manaus em 29 de julho para se reunir com o TRE e visitar o Parque das Tribos, a maior comunidade indígena urbana do Amazonas. O presidente do TRE, João Simões, confirmou a visita e expressou preocupação com a possível seca severa durante as eleições deste ano. As Forças Armadas auxiliarão na segurança, especialmente em áreas críticas.

12/07
12:36

PESQUISA CONTROVERSA

O Instituto Veritá divulgou uma nova pesquisa eleitoral para a Prefeitura de Manaus, onde o deputado federal Capitão Alberto Neto (PL-AM), apoiado por Jair Bolsonaro (PL), lidera com 20,7% das intenções de voto, empatado tecnicamente com Amom Mandel (Cidadania). No entanto, outras pesquisas recentes mostram Alberto Neto em queda, sendo ultrapassado por Roberto Cidade (União) e ocupando o quarto lugar nas intenções de voto.

12/07
12:34

DEPUTADO CONTRA MACONHA

O deputado estadual Eder Lourinho (PSD) apresentou um Projeto de Lei na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) para proibir o consumo de maconha em ambientes públicos e privados de uso coletivo, com multas de até R$ 2 mil para infratores. A proposta, motivada pela decisão do STF que descriminalizou o porte da droga para uso pessoal, ainda precisa ser analisada por comissões e deve tramitar mais rapidamente após o recesso legislativo em 6 de agosto. Lourinho ressaltou os riscos de saúde associados ao consumo da maconha.

12/07
12:32

LICITAÇÃO SUSPEITA

O ministro Aroldo Cedraz, do Tribunal de Contas da União (TCU), suspendeu uma licitação de quase R$ 200 milhões da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República devido a indícios de fraude. A licitação, sob o comando do ministro Paulo Pimenta, visava contratar empresas para comunicação digital do governo. A suspensão foi motivada por uma publicação do site O Antagonista que antecipou as empresas vencedoras. A Secom tem 15 dias para explicar o caso e afirmou não ter sido notificada oficialmente ainda.

Ver mais >>

Programas