AO VIVO
Legislativo - 10 de janeiro de 2024
Foto:

‘Não acredito que ele não seja candidato porque tem muitas implicações’, diz Plínio sobre Amom

O senador Plínio Valério, presidente do PSDB no Amazonas, abordou a questão de Amom Mandel e citou a necessidade de consistência política por parte do jovem deputado

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Em entrevista no programa Boa Noite, Amazônia, na noite desta quarta-feira (10), o senador Plínio Valério, presidente do PSDB no Amazonas, expressou sua descrença de que o deputado federal Amom Mandel não será candidato à prefeitura de Manaus nas eleições deste ano. Plínio confirmou que eles terão uma reunião decisiva amanhã (11) sobre a questão, após Amom declarar recentemente que não seria pré-candidato a prefeito na federação PSDB-Cidadania. Amom é membro deste último partido.

Plínio Valério esclareceu que interpreta a declaração de Amom como “uma jogada perigosa”, e ambos terão a reunião para discutir a situação. O senador afirmou que, até que ouça diretamente de Amom que ele não deseja ser candidato, a garantia de poder ser candidato pela federação PSDB e Cidadania está mantida.

“Sobre aquela declaração dele que causou tanta polêmica eu não entendi como desistência, eu vi aquilo como uma jogada altamente perigosa, uma manifestação altamente perigosa. Ontem mesmo eu liguei para o Amom e combinamos de conversar nesta quinta-feira. Até eu ouvir do Amom que ele não quer ser candidato a minha palavra está dada, a garantia que foi dada a ele de poder ser candidato na federação PSDB e Cidadania”, disse Plínio.

“Não acredito que ele não seja candidato porque tem muitas implicações e vou dizer isso a ele. A conversa será amanhã.”, acrescentou.

Valério também comentou que, caso Amom não queira ser candidato, o partido reivindicará a vaga. Ele destacou que a vaga não seria para ele, mas para o PSDB, assim como o deputado Wilker Barreto reivindicou o posto, pois também é do partido Cidadania.

“Se o Amom não estiver disposto a ser candidato, aí o PSDB vai reivindicar a vaga, que não será para mim, será para o PSDB, assim como o deputado Wilker Barreto reivindicou, é um direito dele por ser do partido Cidadania. Nós teremos candidato com certeza se o Amom não quiser ocupar a vaga. Se eu disser que a gente tem outros nomes, agora eu estou precipitando, eu estou queimando nomes, porque o Amom pode dizer que será candidato.”, declarou.

O senador ponderou sobre a decisão de Amom de não ser pré-candidato, especulando sobre os possíveis motivos por trás dessa posição. Ele sugeriu que o deputado pode ter recebido a opinião de alguém que considerou essa decisão benéfica, mesmo que pessoalmente não quisesse ou não pretendesse seguir por esse caminho.

Ao abordar a situação, Plínio enfatizou a necessidade de provar o merecimento “das bênçãos” e do apoio dos eleitores na política. Ele destacou que, em virtude dos quase 300 mil votos recebidos por Amom na última eleição, é crucial que o jovem político demonstre consistência e determinação para não perder a confiança dos eleitores.

“Pode ter sido, ouviu a opinião de alguém que isso era bom. Ele pode ter pensado isso mesmo que não queira ou que não vá querer. Mas quem está na chuva é para se molhar. A gente tem que provar desde cedo que é merecedor das bênçãos. E no caso da política, o Amom terá que provar é que é merecedor desses quase 300 mil votos que teve. Se ele começar a claudicar, ele não será merecedor daqui pra frente desse tanto de votos que teve. Isso o eleitor não vai gostar de ver assim claudicante.”, finalizou o Plínio.

Redação

É proibida a reprodução deste conteúdo

 

#PlinioValerio #AmomMandel #EleicoesManaus #PSDB #Cidadania #PoliticaAmazonas #Candidatura #Entrevista

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

22/07
12:28

INVESTIMENTO MORADIAS

O governador Wilson Lima pagou cinco milhões e quinhentos mil reais para cento e setenta e oito famílias das comunidades Sharp e Manaus 2000, no Programa Amazonas Meu Lar, na última quinta-feira (18). O pagamento inclui bônus de sessenta mil reais, auxílio de seis mil e seiscentos reais e bolsa moradia de três mil e trezentos reais. A ação faz parte do Prosamin+, que já reassentou mais de mil e trezentas famílias e investiu cento e vinte e dois milhões de reais desde 2022. A próxima fase do programa, iniciada em 15 de julho de 2024, oferece subsídios para entrada em imóveis financiados com FGTS.

22/07
12:22

PROPOSTA DE CIDADE

Projeto de Lei nº 014/2024, do deputado Roberto Cidade (União Brasil), propõe criar as Comunidades Turísticas Sustentáveis (CTS) e o Selo Amazonense de Turismo Sustentável na Assembleia Legislativa do Amazonas. O objetivo é promover o turismo sustentável e apoiar as comunidades locais, oferecendo benefícios como linhas de crédito e capacitação técnica. O selo terá validade determinada pelo Executivo e precisará ser renovado periodicamente.

22/07
12:22

GASTO NO CAREIRO

A Prefeitura de Careiro da Várzea destinou quase R$ 250 mil para a reforma da Unidade Básica de Saúde Lucilene Batista do Vale, contratando a empresa P.R. Serviços de Reformas Prediais Ltda. O contrato foi assinado pelo prefeito Pedro Duarte Guedes em 8 de julho de 2024. A empresa tem capital social de R$ 10,5 mil e está localizada em Manaus, atuando na reforma predial. O contrato inclui a emissão da nota de empenho pela Secretaria Municipal de Finanças e a publicação dos documentos necessários no Diário Oficial e no Portal Nacional de Contratações Públicas (PNCP).

22/07
12:20

MULHERES NO PARLAMENTO

Beruri, no Amazonas, é uma das 45 cidades brasileiras com maioria feminina no parlamento municipal em 2020, sendo a única do estado com essa característica. Das 5,5 mil cidades do país, menos de 1% têm maioria feminina nas câmaras municipais. A Câmara de Beruri conta com 9 parlamentares, dos quais 5 são mulheres. Apesar das mulheres serem maioria no eleitorado e em cargos de mesários, a representatividade feminina na política é limitada.

22/07
12:19

APAGÃO VIRTUAL

Nesta sexta-feira (19), um apagão cibernético global, causado por um problema com a empresa de segurança cibernética CrowdStrike, afetou empresas e serviços em vários países, incluindo o Brasil. No país, os problemas começaram a ser reportados às 8h, impactando serviços da Microsoft e sistemas de bancos como Bradesco, Banco do Brasil, Neon, Next e Banco Pan. A Azul Linhas Aéreas também informou possíveis atrasos em voos devido a falhas no sistema de reservas.

Ver mais >>

Programas