AO VIVO
Legislativo - 08 de julho de 2024
Foto: Reprodução/Internet

Câmara dos Deputados nega reembolso de R$ 1,6 milhão em despesas de parlamentares

Cada parlamentar possui direito a uma verba que varia entre R$ 36 mil e R$ 51 mil mensais para cobrir despesas inerentes ao exercício do cargo

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

A Câmara dos Deputados, em decisão recente, negou o reembolso de aproximadamente R$ 1,6 milhão em despesas de parlamentares ocorridas entre 2023 e 2024. Os pedidos de reembolso envolviam gastos considerados fora dos limites e normas estabelecidos pela Casa legislativa, como o abastecimento de aviões particulares, estacionamento de helicópteros privados e multas por atrasos em pagamentos de contas.

Cada parlamentar possui direito a uma verba que varia entre R$ 36 mil e R$ 51 mil mensais para cobrir despesas inerentes ao exercício do cargo. Esse valor depende da distância entre o estado do deputado e Brasília. Importante ressaltar que essa verba é adicional ao salário de R$ 44.008,52 que os deputados recebem.

Para obter o reembolso, os parlamentares devem encaminhar notas fiscais à Câmara, onde uma equipe técnica analisa os documentos e decide se os valores serão ressarcidos ou bloqueados.

Um dos parlamentares que teve o reembolso negado foi João Carlos Bacelar (PL-BA). Bacelar solicitou o reembolso de R$ 9,3 mil mensais destinados a cobrir gastos com combustível, incluindo o abastecimento de seu avião bimotor particular. “R$ 9 mil por mês para o cidadão comum é muito dinheiro. Mas para um parlamentar atuante, isso não é nada”, afirmou Bacelar ao jornal Estadão, justificando o uso do avião em atividades parlamentares.

Outro caso significativo envolve o deputado Lula da Fonte (PP-PE), que teve o maior valor de reembolso negado no período analisado, totalizando R$ 61,4 mil. Um dos principais gastos rejeitados foi o aluguel de um Mitsubishi Pajero blindado, pelo qual o parlamentar solicitou reembolso em mais de uma ocasião, contrariando o limite estabelecido pela Câmara para aluguel de automóveis, que é de R$ 12.713. Lula da Fonte defendeu-se afirmando que não vê irregularidade em seu pedido e destacou que paga mais de R$ 4 mil por mês do próprio bolso.

Esses casos refletem a contínua discussão sobre a transparência e o controle dos gastos públicos no Brasil. A verba parlamentar, apesar de essencial para a realização de atividades legislativas, é frequentemente alvo de questionamentos devido ao seu uso por parte de alguns deputados.

A negativa da Câmara em ressarcir esses gastos específicos evidencia um esforço para regulamentar e controlar mais rigorosamente o uso dos recursos públicos. Esse movimento é crucial para manter a confiança da população nas instituições democráticas e garantir que o dinheiro público seja utilizado de forma correta e transparente.

A Câmara pode se recusar a ressarcir os valores em três situações: Quando eles ultrapassam o limite dos gastos;
Quando apresentam despesas que não estão cobertas pela verba parlamentar; Quando não há comprovação do valor cujo reembolso foi solicitado.

*Com informações do estadão conteúdo

#Câmara dos deputados

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

23/07
12:40

CONVENÇÃO EM ITACOATIARA

Na noite de sábado, 20 de julho, o Podemos realizou uma convenção em Itacoatiara para oficializar Arnoud Lucas como candidato a prefeito nas eleições de 2024. O evento reuniu milhares de pessoas e anunciou 31 candidatos a vereador pelo Podemos e PMB. O vereador destacou a necessidade de mudança e participação popular, reforçando o compromisso com o progresso da cidade.

23/07
12:39

VICE DE ALBERTO NETO

Em entrevista ao site O Poder, neste sábado (20), o deputado federal Alberto Neto (PL) revelou que seu pré-candidato a vice será da mesma ideologia política, da direita, e não há chances de ser vice do pré-candidato Roberto Cidade (União Brasil). Neto destacou a lealdade à direita e a Jair Bolsonaro, e anunciou que a convenção do Partido Liberal (PL) está prevista para 3 de agosto, onde serão oficializados a chapa majoritária e os candidatos a vereador.

23/07
12:37

CONVENÇÃO EM PAUINI

No sábado, 20, mais de 2 mil pessoas compareceram à convenção partidária do “Bloco de Evolução do Município” (Coligação do Bem) em Pauini. O prefeito Renato Afonso (PSD) teve seu nome confirmado como candidato à reeleição, compondo a chapa com o vice-prefeito Paulo da Gasolina (PL). A coligação tem o apoio do União Brasil e dos Progressistas. O prefeito destacou os avanços realizados e a necessidade de continuar o projeto de evolução do município.

23/07
12:36

CANDIDATURA HISTÓRICA

Neste domingo, 21 de julho, o União Brasil realizou uma convenção em Rio Preto da Eva, reunindo 10 mil pessoas. A professora Socorro Nogueira foi oficializada candidata à prefeitura e João Queiroz a vice. É a primeira vez que uma mulher se candidata à prefeitura no município. O evento contou com a presença de diversas autoridades políticas e mensagens de figuras nacionais.

23/07
12:33

CIDADE CRESCE

Um novo estudo eleitoral divulgado pelo Instituto Pontual Pesquisas nesta segunda-feira (22) revela o crescimento nas intenções de voto do deputado estadual Roberto Cidade (União Brasil) na corrida para a Prefeitura de Manaus nas eleições de 2024. Segundo a pesquisa realizada entre 14 e 18 de julho de 2024, Roberto Cidade, posicionado em terceiro, subiu de 9,0% para 12,8% em comparação com o levantamento anterior de abril deste ano. David Almeida (Avante) lidera com 29,8%, seguido por Amom Mandel (Cidadania) com 25,2%. Alberto Neto (PL) tem 8,5%, em quarto lugar.

Ver mais >>

Programas