AO VIVO
Executivo - 14 de fevereiro de 2022
Foto:

Wilson Lima acompanha início do ano letivo 100% presencial da rede estadual de ensino

De acordo com o Governo do Amazonas, ao longo desses anos, foram investidos mais de R$ 83,9 milhões, sendo R$ 52,2 milhões no interior e R$ 31,7 milhões na capital

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O governador Wilson Lima (PSC) acompanhou, nesta segunda-feira (14), o início do ano letivo de 2022 na rede estadual de ensino. Em todo o Amazonas, são mais de 417 mil alunos que voltam à rotina escolar, em 605 escolas de Manaus e do interior, em todas as modalidades de ensino.

Em Manaus, são mais de 215 mil estudantes atendidos pela rede estadual. Em função dos indicadores epidemiológicos associados às medidas sanitárias para controle da transmissão do novo coronavírus nas unidades de ensino, as aulas começam em modalidade 100% presencial.

Na Escola Estadual de Tempo Integral (EETI) Maria Arminda de Andrade, no bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus, Wilson Lima destacou que o novo Ano Letivo marca o início do Passe Livre Estudantil, que garante o transporte coletivo gratuito para todos os alunos das redes estadual e municipal irem até a escola.

“Os dados epidemiológicos e as medidas sanitárias que nós tomamos nos permitem o retorno 100% presencial. Apesar das medidas que nós adotamos como o ‘Aula em Casa’ e outras estratégias pela internet e aplicativos, nada substitui a aula presencial. A partir de hoje, nenhum aluno paga o transporte coletivo para ir e voltar. O aluno que mora a mais de um quilômetro da escola tem direito a esse benefício, uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus”, disse o governador.

Revitalização

A EETI Maria Arminda Andrade foi a 361ª escola revitalizada desde 2019, em todo o Amazonas. A unidade escolar foi desativada para reparos em sua parte estrutural em 2016. Em 2021, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto assumiu a revitalização e remodelou todo o espaço da escola para atender os alunos em tempo integral. Para a unidade de ensino, foram investidos R$ 1,2 milhão.

A aluna Alexia Emanuele era estudante da rede estadual em Coari. Nesta segunda-feira, começou a estudar no EETI Maria Arminda. “Achei muito legal, vai ter material novo, vou fazer amiguinho novo, eu vou achar muito legal. Estou muito ansiosa para aprender outras línguas”, disse a estudante.

Ao longo desses anos, foram investidos mais de R$ 83,9 milhões, sendo R$ 52,2 milhões no interior e R$ 31,7 milhões na capital. Com foco na ampliação e melhoria do ensino da rede pública estadual, o governador Wilson Lima assinou ordens de serviço para revitalização das primeiras 28 escolas que serão recuperadas em 2022, sendo 7 escolas na capital e 21 escolas no interior.

“Desde 2020, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, adaptou as escolas da rede estadual para levar os cuidados com a Covid-19 a toda a comunidade escolar. As unidades receberam pias extras, equipadas com dispensadores de sabão líquido, papel-toalha e álcool em gel. Além disso, as escolas foram sinalizadas com informações sobre a lavagem correta das mãos, o compartilhamento de itens pessoais e o uso de máscaras”, disse a secretária Kuka Chaves.

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

18/07
14:40

CUSTA PROCESSUAIS

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) fixou uma tese em um Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas (IRDR) sobre o recolhimento de custas processuais para citação em processos judiciais. A tese estabelece que a falta de pagamento das custas necessárias à citação configura ausência de pressuposto para o desenvolvimento regular do processo, permitindo sua extinção caso não haja regularização dentro do prazo estabelecido, sem necessidade de prévia intimação pessoal do autor. A decisão visa uniformizar o entendimento e garantir a segurança jurídica no TJAM.

18/07
14:38

PROJETO DE DÉBORA

A deputada estadual Débora Menezes apresentou o Projeto de Lei 372/2024 para fixar o critério do sexo biológico em testes físicos ou práticos de concursos públicos no Amazonas, visando garantir o princípio da isonomia. Segundo a proposta, os candidatos competiriam apenas com pessoas do mesmo sexo biológico nessas etapas, mantendo a concorrência justa sem interferir nas provas teóricas. Débora argumenta que isso preservaria a integridade das competições e evitaria desigualdades decorrentes de diferenças fisiológicas entre homens e mulheres.

18/07
14:37

“ESCOLA DA FLORESTA”

Nesta terça-feira, o governador Wilson Lima inaugurou a primeira Escola da Floresta do Brasil na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, no interior do estado. A escola adota um conceito de sustentabilidade integral e um currículo inovador focado em educação ambiental. Lima enfatizou a importância de cuidar das comunidades locais para proteger a Amazônia, destacando a iniciativa como um modelo inspirador de desenvolvimento sustentável e educação integrada à conservação ambiental.

18/07
14:36

AUXÍLIO DO GOVERNO

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou nesta terça-feira, o valor de R$ 30 mil como auxílio para reposição de moradias de cada uma das 18 famílias afetadas por um incêndio de grandes proporções no município de Nhamundá, no interior do estado. O sinistro, ocorrido na madrugada de segunda-feira, atingiu 14 residências e deixou 69 pessoas desabrigadas. O auxílio será pago por meio do programa Amazonas Meu Lar.

17/07
13:33

FOMENTO

O governador Wilson Lima assinou um protocolo de intenções com o Banco da Amazônia para impulsionar o setor primário e o empreendedorismo no Amazonas, com investimentos previstos de R$ 1,4 bilhão do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). A iniciativa reforça o compromisso do governo com o desenvolvimento sustentável do estado, focando no apoio à agricultura familiar e outros setores produtivos.

Ver mais >>

Programas