AO VIVO
Executivo - 09 de dezembro de 2021
Foto:

​​Contas de 2020 do ex-prefeito Arthur Neto são aprovadas com recomendações​​

Com mais de 13 mil páginas, o processo que julgou as contas do ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto, teve relatoria da conselheira Yara Lins dos Santos

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O pleno do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) emitiu parecer prévio pela aprovação das contas do ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), referentes ao exercício de 2020, com seis recomendações. A decisão, por unanimidade, foi tomada durante sessão especial realizada na manhã desta quinta-feira (9). O parecer prévio do colegiado será encaminhado à Câmara Municipal de Manaus (CMM), para o julgamento político das contas do ex-prefeito.

Com mais de 13 mil páginas, o processo que julgou as contas do ex-prefeito teve relatoria da conselheira Yara Lins dos Santos que, ao proferir seu voto favorável pela aprovação das contas do então prefeito, destacou que não foram encontrados motivos para que o voto fosse feito de forma contrária.

“Diante da não incidência de fatos de natureza contábil, financeira, orçamentária e patrimonial que pudessem comprometer as contas municipais, voto no sentido de emitir parecer prévio recomendando à Câmara Municipal de Manaus que aprove a prestação de contas concordando com todas as recomendações feitas pelo Ministério Público de Contas”, disse a conselheira-relatora.

Acatadas de forma unânime pela conselheira-relatora, entre as principais recomendações do Ministério Público de Contas (MPC), representado pelo procurador-geral João Barroso, está a realização de concurso público para formação de quadro de pessoal permanente administrativo e técnico na administração direta e indireta municipal, em especial para secretarias que possuem alto número de funcionários temporários; a adoção de imediatas providências junto à ManausPrev para que o fundo financeiro se torne superavitário, já que atualmente, segundo procurador-geral, o fundo está em processo de débito ‘impagável’,  caso nada seja feito, além da apresentação, nas próximas prestações de contas de governo, considerações sobre a correta elaboração do Plano Diretor de Manaus, entre outras.

Números encontrados

Durante a leitura do parecer prévio, a conselheira-relatora destacou os números orçamentários que a prefeitura realizou durante o exercício de 2020, entre eles a despesa fixada de R$ 6.251.775,000,00, valor 21,4 % maior em relação a 2019. Ainda segundo Yara Lins dos Santos, houve um déficit da execução orçamentária na ordem de R$ 50.708.563,25, composição que se dá pela diferença entre a receita realizada de R$ 7.138.767.645,89 e a despesa executada de R$ 7.189.476.209,14. A conselheira ressaltou ainda que, do total da despesa empenhada, houve a liquidação de R$ 6.994.349.320,21.

Quanto às receitas, segundo Yara Lins dos Santos, o somatório entre as receitas correspondentes a R$ 6.010.415.151,64 e de capital R$ 800.739.841,22, totalizou um montante líquido arrecadado de R$ 7.138.767.645,89, com destaque, segundo a relatora, para as transferências correntes no valor de R$ 4.310.405,89 e receitas tributárias na ordem de R$ 1.375.916.269,53.

Já em relação ao resultado financeiro do exercício, Yara Lins dos Santos comentou que, da análise das receitas e despesas orçamentárias e extraordinárias, o resultado foi um saldo de R$ 4.922.144,98.

Além do presidente do TCE-AM, Mario de Mello, que conduziu a sessão especial, participaram da reunião  os conselheiros Érico Desterro, Ari Moutinho Júnior, Josué Cláudio e Yara Lins dos Santos; o conselheiro-convocado Mário Filho – substituindo o conselheiro Julio Cabral -, os auditores Alípio Reis Firmo Filho, Luiz Henrique Mendes e Alber Furtado e o procurador-geral de contas João Barroso.

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

18/07
14:40

CUSTA PROCESSUAIS

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) fixou uma tese em um Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas (IRDR) sobre o recolhimento de custas processuais para citação em processos judiciais. A tese estabelece que a falta de pagamento das custas necessárias à citação configura ausência de pressuposto para o desenvolvimento regular do processo, permitindo sua extinção caso não haja regularização dentro do prazo estabelecido, sem necessidade de prévia intimação pessoal do autor. A decisão visa uniformizar o entendimento e garantir a segurança jurídica no TJAM.

18/07
14:38

PROJETO DE DÉBORA

A deputada estadual Débora Menezes apresentou o Projeto de Lei 372/2024 para fixar o critério do sexo biológico em testes físicos ou práticos de concursos públicos no Amazonas, visando garantir o princípio da isonomia. Segundo a proposta, os candidatos competiriam apenas com pessoas do mesmo sexo biológico nessas etapas, mantendo a concorrência justa sem interferir nas provas teóricas. Débora argumenta que isso preservaria a integridade das competições e evitaria desigualdades decorrentes de diferenças fisiológicas entre homens e mulheres.

18/07
14:37

“ESCOLA DA FLORESTA”

Nesta terça-feira, o governador Wilson Lima inaugurou a primeira Escola da Floresta do Brasil na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, no interior do estado. A escola adota um conceito de sustentabilidade integral e um currículo inovador focado em educação ambiental. Lima enfatizou a importância de cuidar das comunidades locais para proteger a Amazônia, destacando a iniciativa como um modelo inspirador de desenvolvimento sustentável e educação integrada à conservação ambiental.

18/07
14:36

AUXÍLIO DO GOVERNO

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou nesta terça-feira, o valor de R$ 30 mil como auxílio para reposição de moradias de cada uma das 18 famílias afetadas por um incêndio de grandes proporções no município de Nhamundá, no interior do estado. O sinistro, ocorrido na madrugada de segunda-feira, atingiu 14 residências e deixou 69 pessoas desabrigadas. O auxílio será pago por meio do programa Amazonas Meu Lar.

17/07
13:33

FOMENTO

O governador Wilson Lima assinou um protocolo de intenções com o Banco da Amazônia para impulsionar o setor primário e o empreendedorismo no Amazonas, com investimentos previstos de R$ 1,4 bilhão do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). A iniciativa reforça o compromisso do governo com o desenvolvimento sustentável do estado, focando no apoio à agricultura familiar e outros setores produtivos.

Ver mais >>

Programas