AO VIVO
Executivo - 20 de fevereiro de 2024
Foto: Reprodução/Internet

Brena Dianná, União Brasil, Wilson Lima: 2024 ameaça domínio político de Bi Garcia

Em conversa com o site O Poder, o cientista político Helso do Carmo Ribeiro Filho abordou as possíveis mudanças significativas na paisagem política do município de Parintins

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

O governador Wilson Lima, presidente estadual do União Brasil no Amazonas, iniciou importantes movimentações no cenário político em Parintins, no interior do estado, em razão das eleições de 2024. Ele pôs no comando do União Brasil no município a principal opositora do prefeito Bi Garcia, a vereadora Brena Dianná. Como consequência direta dessa ação, Bi Garcia perdeu o comando da legenda e resolveu se desfiliar do partido. Brenna deve ser a candidata do governador para a prefeitura da Ilha Tupinambarana. Bi Garcia não pode mais se candidatar a prefeito, pois está em seu segundo mandato. Seu candidato é o vereador Matheus Assayag (PL).

Em conversa com o site O Poder, o cientista político Helso do Carmo Ribeiro Filho abordou as possíveis mudanças significativas na paisagem política do município de Parintins.

Questionado sobre a ameaça ao domínio político de Bi Garcia em Parintins, o cientista político ofereceu uma análise ponderada sobre a questão. Ele destacou que, caso a vereadora Brena Dianná vença as eleições e não haja um acordo prévio entre ela e Bi Garcia, o grupo político representado pelo atual prefeito poderia enfrentar uma ameaça considerável.

Helso Ribeiro analisou: “Ele sairia antes para ser candidato a vereador? Eu custo a crer que isso ocorra. Ele deve ficar no governo até o final. E aí, sem a máquina administrativa, os cargos comissionados todos iriam passar para a mão do novo. Bi Garcia teria uma liderança lastreada na sua capacidade intelectual? Eu custo a crer.”

O cientista político observou que a ascensão de Brena Dianná e seu respaldo pelo governador Wilson Lima representam uma mudança significativa na dinâmica política local. A leitura atual é que Brena Dianná seria eleita prefeita.

“A vereadora, a Brena, hoje é o nome mais, eu diria que… ainda falta muito, mas hoje é o nome mais avançado para ocupar a prefeitura de Parintins.”, afirmou Helso Ribeiro. “Eu já vi pesquisas que mostram que em colégios eleitorais como Parintins, Manacapuru, Itacoatiara, Humaitá, a força do governador, eu não digo que é fundamental, mas ela será muito importante.”, acrescentou Helso Ribeiro.

Dianná concorreu à vaga de deputada estadual e obteve aproximadamente 17% dos votos do eleitorado de Parintins, totalizando cerca de 8,7 mil votos. Ela superou significativamente o então deputado da cidade, Tony Medeiros, que recebeu apenas 8% dos votos.

Barco de Omar

Bi Garcia também está lançando seu candidato, o vereador Mateus Assayag, do Partido Liberal (PL). Informações de bastidores dão conta que eles estão no barco do senador Omar Aziz (PSD) neste trajeto de 2024. Politicamente, Bi Garcia e Wilson Lima seguem direções opostas. Em 2022, o prefeito apoiou Eduardo Braga (MDB) para o governo do Estado.

Entretanto, o cenário político de Parintins também é marcado por contradições e destaca como as alianças políticas locais podem divergir das ideologias partidárias mais amplas.

“O prefeito Bi Garcia apoiou o Eduardo Braga, e o Eduardo Braga estava ao lado e continua ao lado de Lula, né? Hoje o prefeito de Parintins apoia o Matheus Assayag, que é do Partido Liberal (PL), a princípio partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, né? Então, você já vê aí as contradições”, observa Helso.

Wilson Lima x Bi Garcia

Questionado sobre qual é o papel do União Brasil nesse contexto e como suas ações podem influenciar o resultado das eleições, o cientista político pontuou:

“O papel fundamental de um partido político é conquistar ou influenciar o poder, muitas vezes por meio de coligações. No caso do União Brasil, é esperado que ele busque expandir sua influência em nível nacional e estadual. O governador exerce uma influência significativa, tornando o partido dele, como o União Brasil, preponderante. Onde o eleitorado é significativo, é esperado que o governador envidará esforços para garantir que seu partido tenha um grande número de candidatos eleitos. O seu apoio vai pesar e pesar bastante.”

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

18/07
14:40

CUSTA PROCESSUAIS

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) fixou uma tese em um Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas (IRDR) sobre o recolhimento de custas processuais para citação em processos judiciais. A tese estabelece que a falta de pagamento das custas necessárias à citação configura ausência de pressuposto para o desenvolvimento regular do processo, permitindo sua extinção caso não haja regularização dentro do prazo estabelecido, sem necessidade de prévia intimação pessoal do autor. A decisão visa uniformizar o entendimento e garantir a segurança jurídica no TJAM.

18/07
14:38

PROJETO DE DÉBORA

A deputada estadual Débora Menezes apresentou o Projeto de Lei 372/2024 para fixar o critério do sexo biológico em testes físicos ou práticos de concursos públicos no Amazonas, visando garantir o princípio da isonomia. Segundo a proposta, os candidatos competiriam apenas com pessoas do mesmo sexo biológico nessas etapas, mantendo a concorrência justa sem interferir nas provas teóricas. Débora argumenta que isso preservaria a integridade das competições e evitaria desigualdades decorrentes de diferenças fisiológicas entre homens e mulheres.

18/07
14:37

“ESCOLA DA FLORESTA”

Nesta terça-feira, o governador Wilson Lima inaugurou a primeira Escola da Floresta do Brasil na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, no interior do estado. A escola adota um conceito de sustentabilidade integral e um currículo inovador focado em educação ambiental. Lima enfatizou a importância de cuidar das comunidades locais para proteger a Amazônia, destacando a iniciativa como um modelo inspirador de desenvolvimento sustentável e educação integrada à conservação ambiental.

18/07
14:36

AUXÍLIO DO GOVERNO

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou nesta terça-feira, o valor de R$ 30 mil como auxílio para reposição de moradias de cada uma das 18 famílias afetadas por um incêndio de grandes proporções no município de Nhamundá, no interior do estado. O sinistro, ocorrido na madrugada de segunda-feira, atingiu 14 residências e deixou 69 pessoas desabrigadas. O auxílio será pago por meio do programa Amazonas Meu Lar.

17/07
13:33

FOMENTO

O governador Wilson Lima assinou um protocolo de intenções com o Banco da Amazônia para impulsionar o setor primário e o empreendedorismo no Amazonas, com investimentos previstos de R$ 1,4 bilhão do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). A iniciativa reforça o compromisso do governo com o desenvolvimento sustentável do estado, focando no apoio à agricultura familiar e outros setores produtivos.

Ver mais >>

Programas