AO VIVO
Economia - 11 de janeiro de 2024
Foto:

Mais uma grande empresa anuncia que irá se instalar no Polo Industrial de Manaus

Os efeitos do texto aprovado no fim do ano passado, em relação à Reforma Tributária – que mantém os benefícios e a competitividade da Zona Franca de Manaus (ZFM) até 2073 -, continuam a atrair grandes investidores para a Amazônia

Por: Redação
Compartilhe

Venha fazer parte do nosso grupo do Whatsapp e receba em primeira mão as notícias do momento!

Clique aqui

Os efeitos do texto aprovado no fim do ano passado, em relação à Reforma Tributária – que mantém os benefícios e a competitividade da Zona Franca de Manaus (ZFM) até 2073 -, continuam a atrair grandes investidores para a Amazônia. Esta semana, foi a vez do Grupo Moura anunciar a instalação de uma fábrica no Polo Industrial de Manaus (PIM) para produção de baterias destinadas a carros elétricos, entre outros produtos.

A proposta foi apresentada nesta quinta-feira (11), na Suframa, durante reunião entre o titular da pasta, Bosco Saraiva, e os diretores do Grupo Moura Moacyr Freitas (Pessoas e Organização) e Eduardo Abath (Financeiro). Eles falaram sobre os projetos de expansão da empresa, que tem negócios em Pernambuco e São Paulo, e as perspectivas de novos empreendimentos na Amazônia Ocidental, atraídos pelos benefícios fiscais.

Outra novidade, prevista para ser implantada na capital amazonense, é o Sistema de Armazenamento de Energia. A ideia também está na fase de estudo e deve ser executada por meio de projeto de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), com recursos oriundos da Lei de Informática. A alta carga tributária que incide hoje sobre os produtos fabricados em Pernambuco, também motivou o interesse dos empresários a vir conhecer a ZFM e, inclusive, localizar áreas da cidade para instalação da planta fabril.

“Estamos na fase de estudo e já contratamos uma consultoria para nos auxiliar na questão”, adiantou o diretor Moacyr Freitas.

O superintendente Bosco Saraiva destacou a iniciativa do Grupo Moura e ressaltou que a Suframa está de “portas abertas” para receber todos aqueles que projetam novos negócios na região, com a criação de oportunidades, mais empregos e investimentos em pesquisa.

“A vinda do empresariado aqui com a gente vai ao encontro de uma das propostas da nossa gestão que são postas em práticas todos os dias na Suframa, ou seja, facilitar o andamento do processo, desburocratizar e também devolver a confiança aos nossos servidores. Nossos técnicos estão a postos para a receber os projetos, analisá-los e dar o devido andamento para que possam ser executados da forma mais transparente possível”, salientou Bosco Saraiva, que participou da reunião, acompanhados dos superintendentes adjuntos Waldenir Vieira (Desenvolvimento e Inovação Tecnológica) e Leopoldo Montenegro (Projetos).

Referência

O Grupo Moura foi criado em 1957, na cidade de Belo Jardim (PE), e com ele a Baterias Moura, que hoje é referência no segmento de acumuladores na América do Sul. O projeto foi uma iniciativa do casal de engenheiros químicos Edson Mororó Moura e Conceição Moura.

Além do negócio de baterias, a corporação também atua na área da construção civil e no impulsionamento do empreendedorismo social.

#ReformaTributária #ZonaFrancaManaus #Investimentos #GrupoMoura #Baterias #CarrosElétricos #Suframa

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notas do Poder

22/07
12:28

INVESTIMENTO MORADIAS

O governador Wilson Lima pagou cinco milhões e quinhentos mil reais para cento e setenta e oito famílias das comunidades Sharp e Manaus 2000, no Programa Amazonas Meu Lar, na última quinta-feira (18). O pagamento inclui bônus de sessenta mil reais, auxílio de seis mil e seiscentos reais e bolsa moradia de três mil e trezentos reais. A ação faz parte do Prosamin+, que já reassentou mais de mil e trezentas famílias e investiu cento e vinte e dois milhões de reais desde 2022. A próxima fase do programa, iniciada em 15 de julho de 2024, oferece subsídios para entrada em imóveis financiados com FGTS.

22/07
12:22

PROPOSTA DE CIDADE

Projeto de Lei nº 014/2024, do deputado Roberto Cidade (União Brasil), propõe criar as Comunidades Turísticas Sustentáveis (CTS) e o Selo Amazonense de Turismo Sustentável na Assembleia Legislativa do Amazonas. O objetivo é promover o turismo sustentável e apoiar as comunidades locais, oferecendo benefícios como linhas de crédito e capacitação técnica. O selo terá validade determinada pelo Executivo e precisará ser renovado periodicamente.

22/07
12:22

GASTO NO CAREIRO

A Prefeitura de Careiro da Várzea destinou quase R$ 250 mil para a reforma da Unidade Básica de Saúde Lucilene Batista do Vale, contratando a empresa P.R. Serviços de Reformas Prediais Ltda. O contrato foi assinado pelo prefeito Pedro Duarte Guedes em 8 de julho de 2024. A empresa tem capital social de R$ 10,5 mil e está localizada em Manaus, atuando na reforma predial. O contrato inclui a emissão da nota de empenho pela Secretaria Municipal de Finanças e a publicação dos documentos necessários no Diário Oficial e no Portal Nacional de Contratações Públicas (PNCP).

22/07
12:20

MULHERES NO PARLAMENTO

Beruri, no Amazonas, é uma das 45 cidades brasileiras com maioria feminina no parlamento municipal em 2020, sendo a única do estado com essa característica. Das 5,5 mil cidades do país, menos de 1% têm maioria feminina nas câmaras municipais. A Câmara de Beruri conta com 9 parlamentares, dos quais 5 são mulheres. Apesar das mulheres serem maioria no eleitorado e em cargos de mesários, a representatividade feminina na política é limitada.

22/07
12:19

APAGÃO VIRTUAL

Nesta sexta-feira (19), um apagão cibernético global, causado por um problema com a empresa de segurança cibernética CrowdStrike, afetou empresas e serviços em vários países, incluindo o Brasil. No país, os problemas começaram a ser reportados às 8h, impactando serviços da Microsoft e sistemas de bancos como Bradesco, Banco do Brasil, Neon, Next e Banco Pan. A Azul Linhas Aéreas também informou possíveis atrasos em voos devido a falhas no sistema de reservas.

Ver mais >>

Programas